Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA À SARA E PAULO

PARA MEUS FILHOS, SARA E PAULO, QUE ESTÃO COM DEUS!


MEUS QUERIDOS FILHOS,

    Que saudades estou sentindo!
Há dois dias, não paro de pensar em vocês... Acho que o motivo disso, foi uma carta que um pai escreveu para a filha Bruna e uma outra carta que uma mãezinha escreveu para um outro Anjinho, que com certeza, estão aí com vocês...
    Queria muito que vocês fizessem amizade com eles, se já não fizeram, e unidos, nos transmitissem um pouco mais de alegria, uma saudade menos dolorida. Não pensem em tirar de nós, toda a saudade, mas sim, apenas trocá-la por uma saudade mais amiga, mais amena, pois está muito difícil suportar a ausência de cada um de vocês.
    Fico imaginando, como vocês estão, meus filhos...
Você, Sarinha, se estivesse aqui, já teria 19 anos. Seria tão linda, com a sua côr morena-jambo, seus cabelos lisos, longos e escuros e com aqueles olhos azuis... Acho que os rapazes por aqui, não me dariam um minuto de trégua, pois iriam querer namorá-la e isso, me deixaria louca de ciúmes. rsss*. Com a sua inteligência, acho que já estaria na faculdade...
     As suas duas irmãs, são muito parecidas com você. A Nayra, só não tem olhos azuis, os olhos dela são negros, mas é a sua cópia, e imagine só, a Nayara, sua outra irmã, também tem olhos negros. São tão parecidas uma com a outra, que quase todos perguntam se são gêmeas, acredita nisso? Se você estivesse aqui, a única diferença entre vocês três, além da idade, seria a cor dos seus olhos, minha querida, que você herdou do vovô. Então, todos perguntariam se são trigêmeas... rsssss*
     Você Paulinho, teria hoje 18 anos. Acho que o telefone daqui de casa, tocaria durante as 24 horas do dia, pois as mocinhas brigariam por você, é óbvio, porque, quem resistiria, à sua beleza, altura, charme e inteligência?
Mas cá para nós, meu querido, acho que eu não seria uma boa sogra não...você sabe como sou ciumenta, não é mesmo?
Tenho certeza de que você já teria passado no vestibular, só não sei por qual curso optaria, e gosto de imaginar que teria herdado de mim, essa minha alma poética, mas lógico, você seria um grande escritor, famoso mesmo!
    Viram só como sou coruja? A mamãe aqui tem muito orgulho de vocês! Assumo-me como coruja, porque qual mãe não seria se os tivesse como filhos?
Sorte a minha, se fui a escolhida por Deus, para gerá-los, meus queridos.
    Vocês já devem saber que eu e o papai nos separamos, não é mesmo?
Foi muito triste a nossa separação depois de tantos anos, mas o que importa agora, é que estamos bem. O papai já providênciou mais dois irmãozinhos para vocês, e imaginem só, GÊMEOS!
A mamãe, agora, está namorando o Jair, uma pessoa maravilhosa, alegre, inteligente e carismática. Tenho certeza de que vocês gostariam dele...
A Nayra, já se casou e tem um filhinho, o Lucas. Ele tem quatro aninhos. Sei que vão achar que é exagero meu, mas ele vale por dez. É de uma inteligência ímpar, mas só não coloca a casa abaixo,nem sei porque. Ele consegue nos deixar tontos. No fim de cada dia, estamos todos, nos sentindo sem nenhuma energia, de tanto corremos atrás dele. rsssssss*
Sim, estamos bem por aqui, não se preocupem conosco.
    Queria mesmo, era saber como vocês estão...
Como é a vida aí, se vocês estão se comportando bem, o que fazem... Mas sei que isso, só poderei saber, quando puder ver de perto. Sei que um dia, estaremos juntos e vou beijá-los tanto, abraça-los tanto!... depois, vou sair por aí, de mãos dadas com vocês dois, e dizendo à todos: _Olhem, esses são OS MEUS filhos! não são lindos?
    Bem, meus queridos filhos, foi bom escrever-lhes essa carta. Já sinto-me mais aliviada e acho que vocês já atenderam ao meu pedido. Aposto que já estão junto a Bruna e ao outro Anjinho, e que, já trocaram as nossas saudades aqui, pois já sinto a minha, muito mais suave e terna. Amiga mesmo.
Obrigada, meus queridos. Vocês são uns amores!
Amo vocês!
Beijos,
Mamãe.    
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 23/11/2005
Reeditado em 24/08/2006
Código do texto: T75320
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:31)