Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESVENDEM-ME,,,,HOMENAGEM A DETH HAAK CIRANDA.

HOMENAGEM A DETH HAAK

Desculpem os versos de pé quebrado.
Indagações ...

Quem é essa mulher que desarranja a Língua
Cometendo versos eufemisticamente?
Que deixa outros mortais exangues, quase à míngua
Face a tanto furor e dor culturalmente?

Quem faz essa pressão enorme em nossa mente
Destilando alfarrábios, termos, invenções
De estilo seco e cru , desordenadamente,
Como uma catapulta viva, aos borbotões?

Quem é essa gigante de sorriso franco
Que nos presenteia com sua presença
E faz o dia a dia cada vez mais brando?

Enfim, quem é você: Deth Haak ?
Uma estrela? Uma luz? Uma querença?
Ou só uma mulher com vocação de Vate?

NIKINHO
2/02/2006



A Bruxa Sob a luz da lua

 A mulher nua banha-se no sereno.
Murmura palavras de magia e, em
Sua fantasia, Flutua acima da terra.
 Comprime as mãos e enterra as unhas
 Em sua palma até sentir-se ferida na carne e na alma.

 Esse simbólico flagelo derrete o gelo de seu coração.
 A mulher vestida de brisa alisa seu próprio corpo
Nesse ritual delirante entrega-se ao seu amante imaginário.
 Quando cessa sua loucura com espírito e corpo ferido
Suas roupas rotas ela procura.

Veste-se e volta para o marido. Não termina aqui sua história,
Resta ainda um desesperado aceno, Liberta-se cheia de glórias
Dando Ao seu tirano algumas gotas de veneno.
Assim, louca e descabelada volta à lua
 E ao sereno para sentir-se novamente amada
 Por seu amante não terreno. ..

 Mauro Gouvea em
04/02/2006 18:47



Anjo ou Sereia?
 
( Para : Deth Haak Haak)
 
Sereia tropical, que deita nua nas dunas,
espalhando seu canto mágico em poesias ao vento,
enfeitiçando mortais e imortais,
distribuindo amor em prosa e verso.
 
Deusa de ébano dona das areias,
delirando no prazer dos raios do Deus Sol,
encantando com seu canto aqueles a quem chama,
aquecendo com sua chama o coração de quem ama.
 
Anjo moreno recitando benção,
morrendo do prazer por um anjo ser,
deixando na mente uma dúvida a bailar,
 será ela um Anjo, uma Sereia ?
 Ou será uma Deusa em corpo mulher.
 
 Sônia Ravanini Pina
12/08/2005


MUSA DO VENTO...

VENTANIA é musa de qualquer poeta
Provoca os pensamentos imortais
Com seu sorriso de mulher, desperta!
No corpo, os mais viris sonhos imorais.

Um longo vestido branco deslumbrante
Um choque de cor no seu corpo sensual
Com uma abertura erótica, insinuante
Mostra as belas pernas, um lindo visual.

A boca VENTANIA é poço de desejos
Feminilidade explícita e desavergonhada
É um maná de deuses provar esses beijos
Como Deus do olimpo beijar a deusa amada.

Tocar a VENTANIA é sentir a vida
Seus seios são como um pecado original
Toda a sensação do mundo é sentida
Em todas as suas formas do amor carnal.

Plena e sensualíssima é uma mulher linda
Deusa do pleno amor tem a volúpia no olhar
Ama como uma tigresa, e tem malícia ainda
Provoca prazeres loucos quando quer amar.

Depois de ver A VENTANIA e sentir seu perfume
Provar sua doçura sentindo seu forte sabor
Dessa grande atração nunca mais serei imune
Eu morrerei de prazer, amando se preciso for.

por DANIEL Fiúza...


Poetisa de Ébano ( Deth Haak )


Oh! Ébano de sombra maviosa,
fuste pupúreo, copa de cetim...
tuas raizes nunca chegam ao fim,
copulam terras tenras, tão viçosas.

Beijam-te ramas como fossem rosas,
brotam-te frutos como poesia
que o vento colhe enquanto a terra cia
pra semear as mudas perfumosas.

Ébano, que tem alma e que fala
todas as líguas, e que não se cala
ao gume traiçoeiro do machado.

Guardarei o eco do teu tombo,
e no meu peito restará o rombo
por onde teu talento foi podado.

Cula
14/01/2006



PROMÍSCUA   (a DETH HAAK)

Quando me comes com teus olhos de menino pidão
Prazerosamente, deixo-me comprazer;
Se o calor obsceno domina minh'alma
Sinto o corpo entorpecer.

Tu me enlouqueces quando sopras um beijo inocente
Quando se faz de ausente, respiro a acidez do teu cheiro;
Meu olhar indiscreto desnuda um desejo cúmplice
Te possuo de corpo inteiro.

Quando a noite cai, invades meus sonhos
Desatinada e trôpega me deixo possuir;
Se teus úmidos lábios besuntam meu corpo
Do teu, sorvo licor e perfume.

Antonio Virgilio Andrade
 18/05/2005


DETH POR ELA MESMO

 
Vamos a isto... tentar desvendar
abrindo as palavras onde elas
se dão, gomos sumarentos:

MÍSTICA, ÉBRIA, AMOR

AMANTE, AMADA, FILHA

MÃE, GUERREIRA, AMIGA

 
APAIXONANTE APAIXONADA

HILARIANTE A LUFADA

CAVALGADA LUXURIANTE


BELA SORRIDENTE LÍRICA

LÚDICA ,LUGRUBE CAPRICOR-

NIANA A DAMA A CORTE


CORTESÃ ATRIZ ABNEGADA

ABENÇÕADA COBIÇADA LILITH

FOGOSA AFOGUEADA CINTILANTE


LUZIDA CLEÓPATRA O ANJO

A SEREIA A ESTRELA O OCEANO

MUSICA INSTRUMENTOS PARTITURAS


POETISA DOS VENTOS TODAS ELAS

SENTIMENTOS SEPULCRO ESCARPAS

FLORES PERFUMES ARDORES


PROMÍSCUA SEM TEMORES ÉTICA...

SE ENCONTRAREM OUTROS ADJETIVOS

POR ORA ESQUECIDOS ENRIQUEÇAM

 
ESTA HOMENAGEM - CON_VERSEM...

POETEM POETAS E POETISAS

PÁSSAROS E FLORES

 
DE MINHA LÍRICA RECANTUAL...

Deth Haak apenas uma mulher

com vocação de Vate!



Homenagem à DETH HAAK HAAK

D ama dos ventos poetisa do universo
E m versos traz seus mistérios
T rilha o caminho dos mares,
H achura a superfície da terra

H adith das palavras
A ssombra a solidão
A travessa oceanos
K elvin das águas cristalinas

H amadríade dos bosques
A flor do lis
A expressão da alma
K ummel saboroso da poesia

Este é um mimo que quero fazer para minha querida poetisa dos ventos.
Um beijo no teu cora ção DETH

Vincent Benedicto
 18/02/2006

Ousada...luta
Arteira...seduz
Desafiando...vive!!!!

ZUCA
19/02/2006

Champanhe

Autor: Daniel Fiúza.
27/01/2003

O champanhe, uma doce cascata,
No corpo, seios umedecidos!
Na busca da fonte negra mata
Jorra dos bicos intumescidos.

Onde se bebe, e perde os sentidos!
Erótico rio o lazer desata
Gozando os prazeres consumidos
Morena sensual no cio de gata.

O canto nesse vinho espumante
Osgasmicas bolhas prova à boca
Na sensível taça dessa amante.

Rituais do amor à deixa louca
Sente delicias a todo instante
E excita o homem com a voz rouca.


Dedicado a poeta morena das dunas que tanto me encantou. Seu nome: DETH HAAK HAAK

O poeta encantado Daniel Fiúza.
DETH HAAK HAAK
Publicado no Recanto das Letras em 07/08/2005

POETISA DOS VENTOS - ACRÓSTICO - MARATONA

P oemas jorram de tua alma ardente
O vento teu companheiro de paixão
E ncantas com palavras de diamante
T ristezas deixaste atrás, no sertão...
I rresístivel aura de tua alma amante
S ábia te fazes de poetas, a inspiração
A mor teu ansiado em tua pele olorante

D esejada e querida és a mais aclamada
O s vates te elegem, inspiração redobrada
S aciando paixões, em tua cor dourada

V entanias te beijam em chamas rutilantes
E ncantos te cercam em beijos ofuscantes
N aturalmente querida, em desejos amantes
T ernamente amada em afagos delirantes
O sculos te chegam de todos quadrantes
S olícita conquistas amizades cintilantes...
Fada das Letras



DETH HAAK HAAK - Esse é seu!

Difícil fazer, Será?
Espero mesmo que não, pois
Tudo que mais quero, nesse momento é,
Homenagear a grande Poetisa!

Homens Poetas, são assim mesmo,
Andam de um lado pro outro, não param
Até achar as palavras certas,
Karamba, ou seria caramba? Risos.

Humanista, Poetisa, Artista... Sem mesmo
A conhecer bem ainda, trago comigo,
A certeza de ser uma pessoa boa, linda! Como se fosse uma
Kamikaze, mergulha nos sentimentos da alma, comete poesias!

Uma coisa posso afirmar sem erro, entre
Muitas centenas de poesias que leio,
As da DETH HAAK HAAK, me fascinam!

Poetisa, não pare nunca,
Os nossos olhos, nossos cérebros, nossos sentidos,
Estarão sempre prontos pra ouvi-la, aprender contigo.
Tantas poesias inteligentes (acrósticos),
Isso mesmo, pra mais de quarenta,
Sei como às vezes, ficamos buscando
A palavra certa, para dar sentido a um verso!

Importante peça do nosso Recanto,
Muito mais do que isso,
Peça única, rara! Um diamante lapidado que,
Abrilhanta a nossa cultura. E
Resplandece as nossas vidas!

P.COELHO
10/3/2006

DETH HAAK HAAK
D izem que é guerreira,
E u acredito que sim,
T em garra e liderança
H istórias para contar,

H armonia e respeito e
A mor muito pra dar,
A lcançar o objetivo é a meta principal, ler os
K its dos acrósticos, vem a guerreira chamar.

H á muitos lá no recanto, vamos todos festejar,
A gora já faltam poucos para a vitória chegar,
A legremos pois estamos perto do Guinness chegar, leiam, leiam os
K its de acrósticos que a Silvia fez pra Deth comemorar.

There Valio
13/3/2006

DETH(valeu sua iniciativa)

Deth: (valeu sua iniciativa)


D eus te deu o dom da poesia
E m versos escreveste esperanças
T eus pensamentos refletiram amor
H oje, és, a Deusa do vento nordestino.

H erdeira da sabedoria do Senhor
A liada ao amor, você levou sua fé.
A os mais longínquos, dos rincões.
K rismática trás até nós seu carinho.

H ábil, com o lápis faz dele sua arma.
A s frases que escreve nos trás alento, pois.
A s suas palavras são dirigidas a paz, que.
K rinhosamente, escreveu, o seu destino.


           Volnei R. Braga
13/3/2006

P erseverante amiga sorriso bonito
O ntem recebi mais um convite teu
E ntrar na maratona
T er a meta alcançada
I nspiração tu nos deu
S olfejos e cordas ouçam
A voz que clama a todos

D o brado retumbante da “Mãe Gentil”
O uvi teu grito de guerra
S oltei o freio da inspiração te fiz essa canção

V eio-me esta ideia
E ntre tantos Poetas e Poetisas admiráveis
N a lista imensa do Recanto
T enho teu nome gravado
O rgulho nosso e esperando
S ermos vencedores dessa corrida .

“Eu estou concorrendo a maratona de ACRÓSTICOS, vem comigo”.
Perolada coroa
2/4/2006

Dos ventos à poetisa sobe
Em forma de plumas,
Textos que te orgulhas
Horas que te deslumbras

Hoje ACRÓSTRIX
Amanhã outros \"IX\"...
Assim caminha a humanidade
Katando pedras...


Jamavieira,
5/4/2006

Puxa amiga, não deu pra rimar o último verso. É como sempre digo: Na rima perco o improviso, improvisar é preciso... Admiro-te, grande abraço


POETISA DOS VENTOS

Tua voz é uma benção,
uma luz , pedaço de seu proprio chão.
Emociona-me te ouvir poetisa,
poetisa dos ventos, do Rio Grande do Norte,
A magestade do atlantico a seus pés,
canta junto contigo,nos remansos e marolas,
louvores ao se chão.
Nos jardins de palmeiras a beira do mar,
nem as jandaias cantariam melhor ,
teu céu, teu luar, tuas belezas naturais.
Fala das coisas do seus sertões,
da sua sofrida gente e de seus grilhões,
fala de ti e de mim, do lindo e singelo nordeste brasileiro,
do cabloco da praia, do veleiro,
da romantica luz noturna do preamar.
Oh! Deus dos poetas,
que esta estrela plantou na terra,
dai-nos a eternidade pra ouvi-la,
e gerações para transmiti-la,
pois é luz, ternura e beleza que sua poesia encerra.
Não poderia dizer em simples palavras,
o que suas poesias podem contar.
E na humildade desse pequeno texto,
toda minha admiração, no contexto,
tive a terna vontade de expressar!

MALGAXE





 À MEDIDA QUE FOREM CHEGANDO OS TEXTOS VOU ATUALIZANDO... Beijos po_éticos vivendo do prazer de homenageada ser! Obrigada RECANTO DAS LETRAS.

MINHA INSPIRAÇÃO NÃO CONHECE REGRAS!  COMO NA VIDA TAMBÉM NA ARTE ELAS EXISTEM PARA SEREM RESPEITADAS... AMO VOCÊS!!!!OBS: ENVIEM SEUS TEXTOS PARA MEU END. PESSOAL!


Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 02/02/2006
Reeditado em 10/08/2008
Código do texto: T107371
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65345 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:18)
Deth Haak