Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR MAIÚSCULO

Por favor, não diga nada. Hoje peço que você apenas me escute.
“Quem consegue dizer o quanto ama, ama pouco”.
Eu tinha dezesseis anos a primeira vez que li esta frase e foi necessário se passar mais quinze para que eu a compreendesse.
Hoje, realmente, admito que apenas com palavras é praticamente impossível descrever o que sinto por você. Vai além de minha compreensão. E com este meu jeito fechado, tímido, capiau mesmo, tenho medo de não estar conseguindo me expressar.
É um sentimento literalmente grande e por mais que procure alguma palavra que consiga expressar um décimo do que sinto, a única que vem em minha mente, recorrentemente, por mais banalizada que ela esteja, é:
Eu te AMO!
Como nunca antes pude acreditar AMAR alguém assim. Com cada molécula de meu ser, eu sei que te AMO!
O AMOR aconteceu para mim como deve ser, a primeira vista.
Lembro e agradeço todos os dias a Deus o mágico instante em que nossos olhares se cruzaram. Naquele breve momento, que para mim pareceu durar horas, eu sabia que fomos feitos um para o outro. Minha lógica dizia que eu nunca havia visto você antes, mas meu coração insistia em dizer que apenas estávamos nos reencontrando. Talvez por isso a única coisa que consegui dizer foi: - Oi! – e sorrir, um sorriso puro e sincero.
Com o passar do tempo, enquanto fomos nos descobrindo, esta certeza só aumentou. Assim como a certeza na reencarnação, nas vidas passadas, pois como de outra maneira tanto AMOR caberia em apenas uma breve existência. Hoje sei que te AMEI ontem, te AMO hoje e AMAREI amanhã.
AMO lembrar do nosso primeiro beijo, e confesso que para mim aquele foi o primeiro, pois todos os anteriores simplesmente não existiram, não significaram absolutamente nada. Quando tive você pela primeira vez em meus braços e pude beijar seus lábios, sabia que seriam os últimos que eu beijaria.
AMO o fato de que estar perto de você faz com que eu queira ser uma pessoa melhor, mais educada, mais cordial com os outros, com mais ânimo e afinco de buscar meus objetivos para progredir na vida.
AMO andar de mãos dadas com você por saber que posso beijá-la a hora que eu quiser e que para tanto basta apenas puxá-la para perto de mim.
AMO que ao lembrar de você minha vida se enche de poesia, de que o AMOR é infinito, mas cabe no breve espaço de um beijo e de que se o AMOR é troca ou entrega louca, discutem os sábios, entre os pequenos e os grandes lábios.
AMO a paz de espírito e a tranqüilidade que você me passa. Você me acalma!
AMO o cotidiano ao seu lado, as pequeninas coisas do dia-a-dia que enriquecem minha vida.
AMO quando toca nossa música, que realmente é poesia em movimento, e você me olha e sorrindo, me estende a mão para podermos dançar, esteja onde estivermos.
AMO até mesmo nossas brigas só por saber que depois faremos as pazes com longos e apaixonados beijos.
AMO fazer AMOR com você, quando a tenho em seu estado mais belo, o natural, sem artifícios, quando somos somente você e eu. Sentir sua pele na minha, seu perfume, sua respiração ofegante, quando quase beiramos a loucura para logo em seguida encontrarmos a paz.
AMO acordar antes que você para poder ficar velando seu sono e quando você acorda ver seus lindos olhos brilharem e aquele sorriso que enche minha alma de alegria.
Mas tenho que confessar que muitas vezes sinto-me egoísta por AMAR tanto assim, pois este AMOR só me faz bem. E não me compreenda mal. Apenas estou abrindo meu coração, contando o que me vai na alma. Não ache que por isso você tem alguma responsabilidade ou obrigação a meu respeito. Há muito compreendi que um AMOR tão belo assim não pode ser egoísta ou possessivo. E que ele realmente seja eterno em quanto dure. E que se você esta ao meu lado é porque você quer e porque este AMOR te faz tão bem quanto a mim.
Você deve estar se perguntado do porque de tudo isto agora.
Simples! Eu não agüentava mais guardar tudo isto dentro de mim. Eu estava praticamente sufocando. Quase explodindo a sua espera.
Então seja você quem for, esteja a onde estiver, é isto que eu tenho a lhe dizer. E sei que um dia, e este dia vai chegar, quando eu lhe encontrar talvez eu crie coragem e lhe diga tudo isso pessoalmente.
Mark Brunkow
Enviado por Mark Brunkow em 16/10/2007
Código do texto: T696266
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mark Brunkow
Curitiba - Paraná - Brasil, 41 anos
24 textos (1384 leituras)
4 e-livros (72 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 06:02)
Mark Brunkow