Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Companheiras! Vou a luta!

Ano passado, por ocasiao do meu aniversario, cai em desgraca de dizer que nao me dessem mais flores. Que coisa mais arcaica, cansativa.
Aniversario, dia das maes, dos namorados, dos amantes, da mulher, da avoh ..... la vinham eles com flores.
Minha nora ja tinha ateh cartao de todos os floristas do Estado. Aquilo me stressava.
Afinal, essas datas, sao importantes pra dar uma renovada no guarda-roupas, uma calcinha a mais na gaveta, um perfume, uma bejouteria.
Mas nao, parecia complo: todos mandavam flores.
Pra cada data festiva, a casa enchia tanto das malditas flores que eu tinha, muitas vezes, que tomar anti-alergico pelos perfumes que exalavam.
Naquele dia eu virei uma arara.... ateh o menorzinho, com pouco mais de 1 ano, ja estava me trazendo um botao de rosa amarela. Tinha ao redor da cabeca um arco com uma folha. Fiquei na duvida.  Parecia Nero ou um debutante a viado?
Fizeram uma festinha, pra aumentar o teor de ira no meu sangue, que lembrava a Primavera e, muito discretamente, a aniversariante.
0 bolo era um jardim ...... cheio de flores bem pequeninas.
Quando vi toda aquela palhacada gritei em alto e bom som: EU NAO QUERO MAIS FLORES! CHEGA! Guardem as flores pra meu funeral. Neste sim; podem me mandar coroas de todos tamanhos, arranjos, duzias, centenas, milhares de flores  mas, no meu aniversario, em datas comemorativas, PELO AMOR DE DEUS, NAO !
Pensei que, mais uma vez, amigos e parentes iam me levar na brincadeira. Mas, nao.
Nunca mais recebi flores.
Em compensacao, os filhos das  putas, ja trocaram os utensilios da minha cozinha, ao menos umas tres vezes. Ja ganhei 4 microondas, umas 20 cafeteiras, jogos de pratos, umas 200 xicaras, nao sei o numero de liquidificadores, paro de contar quanto passa de 300 e, muitos, muitos faqueiros, copos, torradeiras e mais stress.
Agora vem ai o DIA DA MULHER.
Estou esperando presentes com a maior faca de um dos faqueiros na mao, infeliz daquele que entrar aqui com qualquer coisa pra minha cozinha.
No dia da mulher eu queria ser homem.
Quem sabe me presenteassem com tapetes pro meu carro, uma caixa de ferramentas pra eles mesmos trabalharem, um perfume madeira que eu lavaria pra meu chefe, um creme de barba que daria pra um amigo, luvas de couro com etiqueta da loja pra facilitar a troca por um numero menor.
Mas ja que nao posso trocar o dia, vou torcer que eles tenham  um lampejo de criatividade, entrem num sexy shop e tragam-me um HOMEM. Pode ser um boneco inflavel, daqueles com cabelo no peito e no sovaco, modernissimo. Eu o batizaria de Denzen Washington ou George Clooney. Ele caladissimo, eu insaciavel e falante em meus devaneios, em minhas fantasias, secretamente mostrando que a estrela MULHER brilha muito alem do que ela faz em salas e cozinhas e eh preciso um raio de visao muito amplo pra atingir o foco iluminado do imenso acervo de emocoes gerenciados pela mulher.
Na verdade, o que toda mulher quer no seu dia, eh que desvendem seus misterios numa festa, no salao nobre da sua intimidade.
Companheiras! Vou a luta!
 
Rosa Maria Dias - Jotapati
jotapati
Enviado por jotapati em 07/03/2006
Código do texto: T120010
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
jotapati
Estados Unidos
32 textos (1693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:22)