Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BACK UP-BANZO!

 


   Tenho andado lacrimejando, frágil, back up na cabeça, flash back no coração. Dei de rever fotos, de rir sozinho lembrando passeios de bicicleta, tantas canções do Roberto, aquele filme dos Beatles, aquela paixão platônica do ginásio.  Ando sentindo o cheiro de pizza de sardinha, gosto de rum com coca-cola na boca, lembrando do corte de cabelo "principe danilo", do hino da bandeira, da semana da árvore, da gagueira no primeiro beijo na face dela. Cadê ela? Cadê você? Cadê aquela moldura? Aquele arco-iris? As iris de esperança, a tez rosada-romã criança?
   Ouço claro a torcida do futebol de salão, do handball, o som dos bailes, as serenatas pra elas, as cenas perpétuas de ciúmes, o horror a legumes. Ouço mamãe chamando pra almoçar com o chinelo na mão, vasculhando a cêra do ouvido, a gola da camisa, a limpeza dos dentes. Dei de assobiar e cantar as cantigas da mamãe: "sapo cururu do papo amarelo..!" Ah, mãe... Banzo de ti!
   Banzo de goiaba araçá, de jamelão, do doce de leite de "Cosme e Damião", dos toletes de cana descascadas no dente; do pente roçado no cabelo, no banheiro; dos banhos de chuva nas calhas das casas. Banzo de redemoinho, do cheiro da areia molhada, da primeira vez que vi o mar abençado. Banzo da primeira comunhão, do casamento a caipira no primário, e do "beijo na noiva", claor! Banzo dos clarins das paradas estudantis.
    Pois é, dei pra isso nos últimos dias. De procurar pessoas, de revisitar lugares, de procurar amigos de infância, de querer saber por onde andam, com estão. Cadê vocês?  Apareçam, pelo amor de Deus! Cantem comigo! Vibrem comigo! Exultem e chorem bobamente comigo! Ecoem pelo ar, gritem, borbulhem nas águas, floresçam de árvores frutíferas, incencem seus cheiros por minhas narinas; pra que eu me reveja criança, moleque, moço...vida!
     Ando assim, à flôr da pele... um cara tão sentimental! Ávido de viver integralmente...vida!
      Maravilhosamente...vida!
      Choro por toda minha alma... saudade! E vida!


      Tony Guedes
Tony Guedes
Enviado por Tony Guedes em 19/08/2006
Código do texto: T219810
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tony Guedes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
71 textos (2508 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:20)