Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BUCEFALUS SUNT

Corria o ano de 1952 quando, aos doze anos fui morar em Salvador, num pensionato à rua Siqueira Campos 16, no Barbalho. A capital era ligada a Poções - minha terra natal - por uma estrada aberta em 1950, batizada por Rio-Bahia... 24 horas de muito sofrimento...

A poeira e os buracos faziam da viagem um verdadeiro suplício...

Salvador era uma cidade encantadora, com seus bondes elétricos, (havia os bondes fechados e luxuosos que serviam os bairros da Graça, Barra e Barra Avenida) ônibus e lotações (micro-ônibus), elevador Lacerda, planos inclinados Gonçalves, charriot de Santo Antonio e o plano da Liberdade. No Taboão, a balança. Os táxis eram importados: Buickes, limosines, packardes, dodges, cadilacs, fordes, etc.

Em 1953 os soteropolitanos alardeavam com orgulho que viviam trezentas mil almas na terra de Caimmy.

Mutatis, mutandis... Vitória da Conquista, fevereiro do ano 2001. Recolho na caixa de correios da minha residência, um folheto da prefeitura, informando-me que a partir de 20/02/2001 "estará implantando a coleta de carroça em todo o Bairro Petrópolis" - e seguem as orientações de como e quando deixar o lixo. Pasmem, amigos... Mal iniciamos as comemorações da chegada do terceiro milênio, a prefeitura nos "premia" com a mudança da coleta de lixo, passando de caminhões (há mais de 20 anos fazendo a coleta de lixo) para carroças... Carroças puxadas a burros...

Sem querer ofender os burros, pobres animais de tração, eu pergunto: Onde já se viu tamanha desfaçatez, estamos regredindo para as trevas? Se a moda pega, em pouco tempo estaremos voltando aos fogões a lenha, às diligências inter-municipais, aos tropeiros e, se duvidar, trocaremos nossas lâmpadas elétricas por fifós a querosene.

Será que as novelas "Terra Nostra", "O Bem Amado" e a nova série "os Maias" inspiraram o prefeito?
 
Será mesmo que o prefeito sabe o que faz ?

Não podemos calar diante desta agressão aos costumes...

Ao regredir, talvez vejamos instalada em Conquista uma grande montadora de carroças e carruagens, não só para a limpeza pública, mas para servirem de transporte para a zona rural, cujas estradas são intransitáveis...

Com a montadora, viriam as cocheiras e mini fábricas de peças para carroças, ferraduras, cabrestos e viseiras para os animais; fábricas estas, localizadas estrategicamente, como os atuais postos de gasolina.

Também terão que ser implantados haras para os animais e um biodigestor para a coleta das fezes dos pobres e incansáveis bucefalus...
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 23/06/2005
Reeditado em 13/09/2005
Código do texto: T27032

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:21)
Ricardo De Benedictis