Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bruxa!!!

É engraçado como todo mundo gosta de fazer festas no dia das bruxas e comemorar, principalmente a caráter... Se alguém é chamado de bruxo, a coisa muda...

Eu sempre chamo meus amigos de bruxos, quando eles percebem algo espiritual, quando adivinham ou pressentem. Muitas pessoas ao meu lado são assim, muitas mesmo. Graças a Deus! São os bruxos do bem.... e do mal...

Eles não precisam  seguir nenhuma seita ou religião. São bruxos de nascença.
 

Nada faz um pessoa VIRAR bruxa – ou é, ou não é. E, da mesma forma, o bruxo do mal nasce, cresce e vive às voltas dos bruxos bons.
 

Só um bruxo reconhece outro. Talvez seja o olhar, uma palavra, não sei... Um bruxo do bem reconhece o do mal, e o bruxo do mal sente de longe a presença do bruxo do bem. O cheiro do bruxo do bem incomoda, agride, ocupa os espaços. O cheiro do bruxo do mal nem sempre é sentido, mas vai corroer a carne de quem estiver por perto, principalmente a do bruxo do bem.

Imagino que algumas pessoas se sintam muito mal fisicamente, ao captarem as coisas do bruxo do mal. São sintomas inespecíficos, que são denominados: mal estar. Às vezes, são dores estranhas, tonteiras, aperto no peito, sonolência ou insônia, sonhos, náuseas, irritabilidade, desatenção, muita tristeza...

Alguns bruxos do bem podem até ficar muito doentes numa cama, com ou sem uma doença diagnosticada, e por várias vezes, a razão desta doença pode estar a quilômetros dele, mas que chegou de alguma forma.
 

Outro bruxos do bem secam. Sim, secam. São literalmente desidratados, sugados, principalmente quando estão perto do bruxos do mal. Dois bruxos do bem podem também se sentir exaustos, depois de terem um contato físico ou mental intenso. Mas, dois bruxos do mal, quando juntos, só ganham “força”, uma força descomunal.

Muitos bruxos do bem juntos são precisos para que derrubem um bruxo do mal. É que a força do bruxo do mal consegue no primeiro momento superar qualquer força do bem. Para que bruxos do bem consigam vencer, eles devem ignorar a força do mal e acreditar na sua própria força.
 

Nem sempre o bruxo do mal sabe que é do mal, e até acha que é do bem! Sim! O bruxo do mal pode não ter consciência deste mal. O mal nem sempre é querer mal. O mal pode vir através de pensamentos pessimistas, do sentimento da inveja, coisas mal resolvidas na sua cabeça. Eles  passam esta coisa negativa para o bruxo do bem!

Os dois tipos de bruxos podem ser até amigos! Podem ser até casados! Eles têm afinidade em algumas coisas e podem conversar sobre assuntos que jamais outras pessoas vão entender, mesmo que seja uma coisa rotineira. Os dois bruxos olham e sentem o mundo de uma forma bem diferente, e eles se atraem em algum momento da vida.

Hoje eu estive ao lado de um bruxo do bem o dia todo. Nós quase nos aborrecemos um com o outro -  bruxos do bem sempre brigam ou se desentendem... Geralmente o bruxo mais bonzinho se sente ofendido e o mais desaforado se sente arrependido.
 

Isso é uma coisa que nunca acontece entre bruxos do bem e do mal. Bruxos do bem e do mal só se unem se for através de muitas coisas veladas, subterfúgios para a sobrevivência da relação. Quando os dois tipos de bruxos brigam, vai dar em guerra.

Como a ação de um vírus, o bruxo do mal jamais quer que seu hospedeiro morra, senão ele mesmo não sobrevive! O vírus inteligente absorve a energia do seu hospedeiro, mas não o suficiente para acabar com sua vida. Assim faz o bruxo do mal, quando encontra o do bem...

Quando o bruxo do bem cuida do bruxo do mal, este que cuida, saberá curar, mas vai se sentir pesado, carregado, depois disso. O bruxo do mal, quando cuida do bruxo do bem,  nunca o cura direito. Se cura, certamente contaminará o corpo do bruxo do bem - ou a sua alma. Ele dominará a confiança do bruxo do bem, usando o amor e  gratidão que ao bruxo do mal serão dedicados.

Hoje me ligaram para desejar feliz dia (o meu dia)... Pareceria gozação, se não tivesse vindo de uma amiga, que também é bruxa. Eu agradeci e desejei o mesmo, como se estivéssemos no Natal.

Eu não consigo seguir rituais, mas sei que sou bruxa. E, poderosa ou não, eu reconheço os iguais (os bons e os maus). Por isso, para quem chegar a este texto e sentir meus “fluidos, aqui vai uma oração que a bruxa mor, minha mãe, rezava em sinal da cruz na minha testa e no meu peitinho de criança:

“Cruz e Cristo, entrem aqui. 
Espíritos do mal fujam de ti. 
Lá na tribo da Judéia sai o Deus vencedor. 
Aleluia, Aleluia”.

Feliz Dia das Bruxas!!!
Leila Marinho Lage
Rio de Janeiro, que continua lindo, 31 de outubro de 2007


Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 31/10/2007
Reeditado em 21/02/2009
Código do texto: T718323

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Leila Marinho Lage
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 58 anos
1086 textos (717032 leituras)
25 áudios (18910 audições)
153 e-livros (56966 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:53)
Leila Marinho Lage

Site do Escritor