Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Timão na Segundona, com orgulho!

Julio Silva

http://www.juliosilva.net
http://iguape.wordpress.com

Passei pela segunda feira com a 'cabeça inchada' como diziam, pelo meu timão ter que amargar (no mínimo) o próximo ano na segunda divisão. Espera-se agora que o time possa refazer-se, que a Diretoria não seja corrupta como a anterior e que se pense, pelo menos no próximo ano, em futebol e não em conchavos para favorecimentos de que estiver no 'poder' da equipe que reúne tantos corações apaixonados. Eu seguirei ao Corinthians até na série C, caso isso ocorra. Não há problemas. Nada mais 'sangüneo' que uma paixão que surge ainda quando menino.

Sigo ao timão na série B, com orgulho, por um fato muito peculiar, além do arraigado amor pela camisa. Houve um grande avanço do futebol, onde não raro aconteceiam 'acertos' para  que times com grandes torcidas não caíssem para a segundona. A 'queda' do Timão foi de pé, com honra. Sou um daqueles que ainda acredita na construção (no presente) de um país melhor para o futuro. Da mesma forma, a nação corinthiana hoje chorando, ressente-se pelo inevitável e tem condições de dizer, por uma questão moral "Sou Corinthiano com orgulho".



Seria sensato imaginar que no 'país do futebol' o que acontece no meio futebolístico venha a ser uma medida dos rumos da nação como um todo. Num passado não muito distante, a Democracia Corinthiana do início dos anos 80 foi a precursora social da restauração dos direitos políticos que temos hoje presente em nosso país. Imagino, em meus sonhos, que é o início do fim da era dos conchavos, da corrupção, dos acertos extra-campo.

Se isso for uma tendência da sociedade, logo tal parâmetro seguirá pela política. Teríamos, por exemplo, políticos corruptos sendo punidos, tal como a destituição da Diretoria do Corinthians. Ou ainda, por outro lado, empresas voltadas a negócios ilícitos e fraudes fiscais sendo banidas, enquanto seus dirigentes seriam levados à execração pública e às pesadas condenações. Da mesma forma que alguns políticos no Congresso, tal como o Maluf, são condenados ao ostracismo entre seus pares pelo condenável passado, Renan Calheiros e sua pizza fedorenta e indigesta (1) não são mais aceitáveis pela maioria da pessoas.

Situações moralmente condenáveis como a do nosso município de Iguape, onde o político sentenciado como administrador ímprobo (desonesto) consegue suspender os efeitos de uma decisão de última instância (a princípio irrecorrível), conseguindo manter-se 'no tapetão' no cargo de prefeito, não mais teriam 'ambiente' para surgirem.

"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)

Sou Corinthiano, um probo Corinthiano.

(1) http://www.juliosilva.net/2007/08/renans-calheiros.html

http://www.juliosilva.net
http://iguape.wordpress.com

Julio Silva
Enviado por Julio Silva em 04/12/2007
Reeditado em 04/12/2007
Código do texto: T764105

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Silva
Iguape - São Paulo - Brasil, 49 anos
122 textos (8670 leituras)
1 áudios (583 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 19:01)
Julio Silva