Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORPO AUSENTE - Comentários ao Livro da poetisa Helena Bandeira

HELENA BANDEIRA, poetisa lusa e seu novo livro "CORPO AUSENTE", lançado neste mês de novembro de 2006 em Lisboa - Portugal. Nele a autora honra-me com a publicação dos meus comentários sob o título de ALGUMAS PALAVRAS, texto a seguir transcrito:

Tenho o privilégio de conhecer parte da obra literária da poetisa Helena Bandeira de quem me tornei leitor, admirador e amigo.

          Li e reli seus poemas publicados em seu primeiro livro “Crepúsculo da Água”, que recebi de presente de Natal, aqui no Brasil, além de outros poemas publicados em sites, nos quais deixei minhas impressões, sempre abordando a excelência da sua obra. Agrada-me muito o seu estilo, a forma de transpor seus sentimentos para o papel, a facilidade de trabalhar a palavra de maneira lúdica, senhora da vernácula e original na arte da poesia.

          Este compêndio de CORPO AUSENTE, contém  78 poemas, que a autora dispôs em três fases -  “cortinas” - como os leitores verão adiante.

          Em “Sentimentos” e “Porquê” a poetisa lamenta-se dos “Sonhos disfarçados/paixões proibidas” e por ser existencialista, indaga “Por que se nascerá homem/E não mulher?”

          Deixa fluir o sentimento de perda em “Aceitando o Irreparável” e afirma em “Amei demais? – Eu sei que não amei demais...” Lamenta a infância que poderia ter vivido na plenitude em “Dissonâncias”. Define em “Saudade” as variadas sensações e significações do termo; e em “Bloqueio” volta ao sentimento de perda e ao inalcançável!

          Na última “cortina”, no poema “Mãe”, revela as diferentes visões que a colocavam em desacordo com sua genitora:

          Eu triste e angustiada,/silenciosa/desgostosa e pesarosa/Sem nada de mim te poder contar/ Sem nada de mim te poder revelar/Porque... minha mãe, nunca me entendeste/.

          Enfim, aproveito para exaltar o bom gosto dos poemas e a variedade dos temas escolhidos, que nos oferecerem uma visão mais ampla de fases e estilos da poetisa que passarão a fazer parte da nossa leitura.

          Quanto às outras dezenas de poemas aqui inseridos, o leitor pode abrir o livro em qualquer página e terá uma obra digna de ser lida e relida, para seu entretenimento e reflexão.

          A Poesia está em festa!
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 26/11/2006
Reeditado em 26/11/2006
Código do texto: T301667
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:02)
Ricardo De Benedictis