Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Limão não...Limonada

O mundo é um grande espelho, que revela muitas faces.O homem é uma parte integrante nesse mundo, e uma parte hábil em afivelar máscaras, segredos.Mas há segredos que por mais que se dissimulem são desvendáveis, porque se fazem visíveis em sua energia.
   
   A gente vê poucas faces serenas e puras. Recheadas de sorrisos limpos, exultantes de otimismo. Mas se vê muitos rostos impregnados de amargura, de miséria, fome, desilusão, desespero, dos traumas, do ciúme, da inveja, do desrespeito e da frustração.

   O mundo não reflete uma imagem alegre, romântica, de sorrisos largos e sem propósitos, somente nascidos de um respirar calmo e sereno por sentir-se  feliz em estar vivo.Não se vê abraços afetuosos, de agradecimento, de bem querer, de prazer em sentir o calor humano, em comemoração ao bem estar do outro, ou em sentir-se abraçando um irmão.

   A face que se vê refletida é a de um homem moderno, jogado numa realidade dura e severa, de uma secura petrificante. Numa sociedade materializada, solitária e com alto grau de stress, onde o individualismo é predominante e cada vez mais comum.

   As pessoas estão cada vez mais se afastando, pelos motivos mais variados, psicológicos, culturais, de ordem religiosa, entre outros tantos.As próprias crianças. As nossas crianças e jovens, estão cada dia mais anti-sociais. Vivem dispersos, flutuando, buscando...Não sei o quê. Parece que vivem fugindo de si mesmas. Elas se perdem diante dos computadores, vídeo game, da TV e não vêem a face de um mundo de contato humano, de um colorido mais real, mais intenso. Como a satisfação de brincar de bicicleta, cair um tombo levantar-se e sair novamente em busca de outros tantos tombos que causam risadas, e muitas risadas.
Ou mesmo no entusiasmo da vitória num jogo de futebol. No companheirismo ao compartilhar do mesmo ideal, dos mesmos gostos, dividindo os mesmos méritos, as mesmas risadas, a mesma indignação.

   E aos adultos, que passam essa visão de mundo distorcido e empobrecido, não sobra muito mais que a vacuidade do luxo, essa alegria artificial dessa vida. Os adultos perdidos nesse mundo perderam a sua imagem nesse espelho.Olham para suas mãos e não vêem mais nelas mãos que foram moldadas para apertar outras mãos, num ritual de amizade, num toque de amor, num gesto de oração.

   Eu me pergunto: Onde vai parar a raça humana? Será ela substituída pela raça robotizada?  A rotina do homem e o seu egocentrismo o estão levando ao seu próprio extermínio.Aquele que não tem coração, que não vive sentimentos, que vive em função de bens materiais, deveres, compromissos profissionais e que só, consegue ver o outro como um objeto, como um mero mecanismo de sua rotina corrida e desenfreada em busca de seu ideal de consumismo, é um robô. E um robô é manipulado, é sugestionado, não tem voz própria. Age em sua rotina, dentro da programação a que esta inserida.

   Existem menos faces alegres neste nosso imenso mundo. Mas se esses poucos forem chamando, outros tantos de faces amargas e lhes mostrarem, que existe duas faces no espelho do mundo, faces essas que eles teimam em não ver, poderá mudar esta estatística.
Existe a imagem do que somos e a imagem do que podemos ser. Positivistas. Essa é a imagem do rosto que podemos e devemos ter. Pois é certo que o positivo atrái o positivo.Um rosto com sorriso franco, cativa. Uma pessoa com pensamentos e atitudes de entusiasmo, são vitoriosas, cativantes, causam estímulo. São pessoas que liberam energias de auto-estima, de determinação, de boa resolução interior, de uma harmonia e equilíbrio sadiamente divinos.

   
Nós somos seres humanos, e justamente por isso, nos é permitido errar, tropeçar e cair. Também somos seres dotados de inteligência e sabedoria, então podemos dizer que somos sábios. Os sábios aprendem com o erro, se fortalecem com as quedas e são conscientes de que nascemos para sermos felizes.Somos sementes jogadas ao solo para vingar, e dar bons frutos. O negativismo atrái desgraças, doenças indesejadas, muita tristeza, melancolia e solidão. É o mal do século. A dita depressão em massa.

   Escolha passar a maior parte do seu tempo com pessoas de atitudes positivas. Porém, se em algum momento, você não tiver como fugir dos negativos, tente  ser mais forte que eles, e mostre a eles a sua fé, a sua energia de amor, de paz de bem querer. Mostre como vale a pena, como é gratificante ser feliz, estando de bem com a vida, irradiando saúde interior e exterior.Não se permita  ser contagiado, contagie .Nossa fé e confiança fortalecerão a fé e a crença dos outros. Nosso amor e respeito pela vida, farão com que outros compreendam, que há propósito e importância em viver a vida.

   Quanto mais entendermos de nós mesmos, mais entenderemos do mundo, pois somos uma fração dele. E se quisermos a perpetuação de nossa espécie, temos de olhar os espelhos da nossa sociedade. Temos de implantar valores. Procurar o que há de bom em nós e nos outros. Alimentar nossas qualidades e ressaltar a dos outros.Nossas qualidades e habilidades têm de ser regadas, alimentadas e cultivadas, para que não surjam ervas daninhas.

   Eu finalizo meu texto com esta frase que sempre utilizo, para manter meu lado positivo mais forte.
SE A VIDA LHE DÁ UM LIMÃO, FAÇA UMA BELA E DOCE LIMONADA.


milizinha
Enviado por milizinha em 04/09/2006
Reeditado em 20/05/2011
Código do texto: T232782

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
milizinha
Rio do Sul - Santa Catarina - Brasil, 52 anos
637 textos (94443 leituras)
1 áudios (272 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:07)
milizinha