Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MISTÉRIO DA MORTE

Achei oportuno o texto para reflexão oferecido na missa do dia 02/11/2005, quando lembramos nossos entes queridos, chamados antes de nós. Neste momento, em que muito se escreve sobre o tempo aqui no Recanto, não é demais lembrar e refletir que o fim terreno é a coroação da nossa existência neste planeta e que a fé permeia este evento com esperança de vida renovada.
                           
                          ***

“Em face da morte chega ao auge o enigma da condição humana. Não só o homem se aflige ao pensar na aproximação da dor e da dissolução do corpo, mas também, e mais ainda, pelo temor de que tudo acabe para sempre.

Mas o instinto do coração leva-o a julgar retamente, abominando e repelindo a idéia de uma ruína total, de um aniquilamento definitivo de sua pessoa.

O germe da eternidade que traz em si, irredutível à pura matéria, insurge-se contra a morte. Todas as tentativas da técnica, apesar de utilíssimas, não lograram acalmar a ansiedade do homem: o prolongamento da longevidade biológica não pode satisfazer o desejo de vida ulterior que lhe pulsa invencível no coração.

Se qualquer imaginação fracassa diante da morte, a Igreja, ao contrário, instruída pela revelação divina, afirma que o homem foi criado por Deus para um tempo feliz além dos limites da miséria terrena.

Além disso, a fé cristã ensina que a morte corporal, da qual estaria livre o homem se não houvesse pecado (cf Sb 1,13; 2,23-24;Rm 5,21;6-23; Tg 1,15), será vencida quando, pela onipotência e misericórdia do Salvador, o homem for reintegrado no estado perdido pelo pecado.

Deus chamou e chama o homem a unir-se a ele com toda a sua natureza, em perpétua comunhão com a vida divina incorruptível.

Cristo conquistou esta vitória ressurgindo à vida, após haver libertado o homem da morte mediante sua morte (1Cor 15,56-57).

A fé, portanto, oferecendo-se com sólidos argumentos a quem quiser refletir, dá resposta a suas ansiedades acerca da sorte futura; ao mesmo tempo oferece-lhe a possibilidade de se comunicar em Cristo com os entes queridos já levados pela morte, com a esperança de haverem atingido a verdadeira vida junto de Deus.

(Constituição Pastoral Gaudium et Spes, 18)”.

02/11/2005
DIANA GONÇALVES
Enviado por DIANA GONÇALVES em 03/11/2005
Código do texto: T66771
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ((Diana Gonçalves - pseudônimo) http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=1908). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DIANA GONÇALVES
São Paulo - São Paulo - Brasil
647 textos (753057 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 22:55)
DIANA GONÇALVES

Site do Escritor