Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVE RARA



Ave rara multicor
Ninguém sabe o seu valor.
Ninguém sabe, no mundo,
De onde vem sua cor...

Se talvez, ave rara,
Tivesses o dom da palavra...
Se não cantasses apenas
Durante as madrugadas...
Ah! Se pudesses falar!
Talvez enfim, te enxergassem,
 Mas apenas te vêem, ave rara...!

Ave rara multicor
Ninguém sabe o seu valor,
Não há ninguém, neste mundo,
Que saiba da sua dor...

Se voasses durante o dia,
Todos veriam sua cor.
Mas a noite todos dormem,
Ave rara multicor.
Ninguém vê as suas cores,
Muito menos, suas dores!

Ave rara multicor,
Ninguém conhece sua dor
E ninguém entende, no mundo,
De onde vem tanta cor!

Se ao menos tu cantasses...
Mas apenas cantarolas,
Tão baixinho! Tão suave!
Ninguém é capaz de ouvir-te
Ninguém escuta o teu canto,
Estais jogada a sorte!

Ave rara multicor
Ninguém sabe o seu valor,
Não há neste mundo quem entenda,
De onde vem tanta dor...
Pois não há neste mundo, ninguém,
Que tenha visto sua cor...

Ave rara multicor,
Se ninguém te salva da dor,
Não mostre mais a este mundo,
Como é rara a sua cor...!

08-01-01

RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 15/02/2006
Código do texto: T112388
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:58)