Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Serei Como o Vento

Serei como o vento, que desvia as nuvens e balança a saia da garota
Remexe o capim, forma as ondas, acende o fogo e causa frio na espinha
Na fúria serei furacão, com os maremotos mostrarei que comigo não há quem possa.


Minhas forças são inigualáveis, muitos invocam poucos suportam
Viajarei o mundo inteiro, sem passaporte, sem destino, sem fim nem começo
Todos sentiram a minha presença e causo medo quando à noite visito o sótão


Feliz está o garoto, sua pipa esta bem no alto, ele me agradece e me sinto realizado
Ontem passei pelo Pacífico, vi alguns odiosos pescadores, sua embarcação eu virei
Estimo a melhora do mundo, sei que causo erosão, mas saiba para isso foi ordenado.


Perdoem-me preciso ir, afinal não conheço quem tenha engarrafado ou abraçado o vento
Vivo assim, perambulando pelos continentes, não digo vagando, mas sim passeando
Quando você me vir, não fuja, nenhum mal farei, não estou apressando. Vivo correndo
Michel Leal
Enviado por Michel Leal em 24/04/2006
Reeditado em 19/02/2016
Código do texto: T144363
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Michel Leal
Salvador - Bahia - Brasil
37 textos (26805 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:54)
Michel Leal