Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sozinho

www.nardeliofernandesluz.com

Sexta-feira, seis da manhã,
Acordei cedo, estou sozinho e sem o que fazer.
Encontro-me à frente do computador,
Quieto, calado, buscando inspiração;
Ela não vem...

Um raio de sol adentra a janela aberta,
Criando reflexo na tela e cegando-me parcialmente.
O vento ruge lá fora, por entre as folhas do limoeiro,
Ouço-o, capto-o, sinto-o penetrando pela janela;
Que dia lindo os seres têm...

A saudade bate, fustiga o meu peito,
Trás lembranças antigas,
De tempos já idos e irrecuperáveis.
Remexe velhos sentimentos adormecidos,
Saudades que não sei de quê, ou de quem...

O sininho toca na varanda,
O cachorro late na rua distante.
Sinto os movimentos fora dessas paredes,
Farejo o esplendor da vida com alegria,
A vida, simples, que pulsa aqui e além...

Nardélio Luz
Enviado por Nardélio Luz em 30/09/2005
Reeditado em 29/11/2007
Código do texto: T55038

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nardélio Luz
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 49 anos
25 textos (15087 leituras)
3 áudios (96 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:23)
Nardélio Luz