Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FUI NEGRO SEM COR
Inspirado na obra de Castro Alves: Navio Negreiro
By: jÜjÜ Martins

Na boca da noite
Na noite passada
Fui pego de preto
pela madrugada

fui arremessado
naquelas correntes
de elos paridos
por forças dementes

fui acorrentado
por horas dolentes
fui encaminhado
a povos decentes

nos porcos porões,
ao som de chicotes,
cantavam grilhões
o canto das mortes

que acumulavam
as nossas agruras
se amontoavam
roubando ternuras

que amordaçavam
nossas esperanças
se acorrentavam,
nas nossas lembranças

formando os guetos,
fomos libertados.
nossos esqueletos,
seus poucos pecados

Na boca da noite,
na noite passada,
fui solto de preto
pela madrugada

Fui negro sem cor
na cor da maldade
pintada no seio
da tal LIBERDADE !!!


jÜjÜ Martins
Enviado por jÜjÜ Martins em 20/11/2007
Reeditado em 27/11/2007
Código do texto: T745041

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (jÜjÜ Martins). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
jÜjÜ Martins
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
43 textos (2746 leituras)
12 áudios (1473 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:23)
jÜjÜ Martins