Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inquietação

www.nardeliofernandesluz.com

(Poema publicado na antologia internacional "Margens do Atlântico", pela Ed. Abrali)

Foi naquela manhã meio nublada
Em que tímidos raios trespassavam as nuvens
Que a vislumbrei pela primeira vez.
O sorriso alvo iluminava o mundo
E incutia esperança ainda maior
Que os penetrantes raios nascentes.

O tom esverdeado que mirava os meus
Vinculava outros verdadeiros significados a frase
“Os olhos são as janelas da alma”.
A brisa matutina revolvia os sedosos cabelos
O convite mudo, subjetivo: “Faça parte da minha vida”
Rabiscava as entrelinhas da página a escrever.

No início acreditei tratar-se de um sonho
Dos que sabemos estar sonhando
Mas muito relutamos em acordar.
No entanto era deliciosamente real
Ali estava você, doce, sublime, radiante,
O inicio do que para sempre seria lindo.

Não, não... Ainda não entenderam
Aqueles que esperam ou vêem Eros
Nesta fleuma narrativa.
É o prazer da verdadeira amizade
De candura e singeleza inigualáveis
Que encanta meu inquieto coração.

É realmente um anjo aquela que tira meu sono
Nas noites de portentosa inspiração
E me leva a arrebatadas criações literárias.
Mas, embora graciosa, não é a plástica perfeita,
Silhueta harmoniosa, ou exalo de feromônios,
Que faz transbordar minha admiração.

No meu acentuado introspecto característico,
Observo assombrado e às vezes indago-me:
Como pode um anjo não ser feliz?
Qual intrusa atrevida é a indigesta tristeza
Que inquieta o coração e persiste em nublar
Aquele olhar que brilha mais que o sol?

Rogo estar enganado naquilo em que insisto,
Que ela seja realmente feliz no que afirma
E que à noite seu repouso seja tranqüilo.
Pois desde aquela manhã nublada, a primeira,
Meu excêntrico e conturbado coração de fã
Ribomba dentro do peito por uma só felicidade.

Nardélio Luz
Enviado por Nardélio Luz em 29/11/2007
Código do texto: T757836

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nardélio Luz
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 50 anos
25 textos (17485 leituras)
3 áudios (102 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 23:51)
Nardélio Luz