Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AH! SE EU FOSSE POETISA...

Ah ! Se eu fosse poetisa...
Farte-ia poemas, e versos de amor ardorosos
Fame-la-ia soprano, nas notas de encanto
E cantar-te ia poesias musicadas, soladas nas
Harpas enlevadas.
Ah ! Se eu fosse poetisa...
Versejaria amor que incinera m’alma
Afinaria meu canto,ao solo do piano
Nas brumas constantes, e prender-te-ia
 No som do meu canto.
 Ah ! Se eu fosse poetisa...
Dar-te-ia a lua nua iluminando a rua
E no ocaso cintilado, reverso de letras  declamados
Sussurrados nas estrelas osculados na brisa
Que mansa sua face tocaria .
Ah ! Se eu fosse poetisa...
Enrolar-te-ia em papiros floridos
Enlaçados à fantasia, da primavera que
Fui um dia. Ornado nas murchas pétalas
Odoradas de mimos...
Ah ! Se eu fosse poetisa...
Far-te-ia uvas, e sorver-te-ia como ao vinho
 Rubro, aguçando sabor inebriado no seco
 Palato, saciando a sede do encontro na abóbada
 De meu céu, platinado.
Ah ! Se eu fosse poetisa...
Não esboçava o dito, não fui à lua, nem mesmo a rua
Só nus poemas diversos tristes. Gemendo oculto taciturno
Senso , bagana cana pua denodada. Já não mais canto
 Quiçá encanto!  Partitura amassada valsando detritos...
Ah ! Se eu fosse poetisa...



Deth Haak
25/01/2006

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 25/01/2006
Código do texto: T103586
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65346 leituras)
50 áudios (9715 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:12)
Deth Haak