Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus poeta!!!

Viva o lirismo, versejar que semeio!
A vida perraria ao meio, a dispensada
Balada dos crepúsculos. Soslaiando
Os espantalhos receosos da partida...

Conto afagos e desejos que amelheio,
Derreadas agruras confrontar derivas.
Narro amor amante que termina alheio,
Ilusões conspurcadas criar dos convivas...

Verso a magia alquimizando em alento,
Apenas sobrevivo! Ais arfados em letras
Doces, a sorver as emoções do instinto...

Suprimo a vida no ocaso, acaso intento
Brotar no astro, ramas do solo que aras,
Perecer dum bardo, não calar do encanto ...

‘“A Poetisa dos Ventos”
Deth Haak
4/4/2006 


Feliz Páscoa pássaros e flores de minha lírica recantual !!

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 14/04/2006
Código do texto: T138959
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65339 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:36)
Deth Haak