Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SENHORA... SENHORITA



Hoje

Vi brotar no firmamento o melhor da espiga...

grãos cintilantes.

Regressei com alegria, à minha pátria vazia.

Voltei a olhar diversas vezes, como um nadador,

Entre segredos e espumas.

Tudo estava vazio... Mudo e decaído em minha vida.

Mas, uma dádiva dos céus,

Encheu a minha vida de encanto

E de beleza.

Senhora... senhorita

Cavalguei...

Debrucei-me no teu encanto

E, agora tudo palpita em mim.

Estou cheio de sonhos férteis

E vejo-te vestida de flores

Que apagaram a minha solidão

E a minha melancolia...

Como guerreira,

Atiraste uma flecha de aroma silvestres,

No meu pequeno bosque...

A doce prisão que resguarda teu universo,

Resplandece teu corpo sob os raios do sol...

E sinto-me molhado de mel,

De sementes musicais

De telas e trigo.

 





ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 24/10/2007
Reeditado em 25/10/2007
Código do texto: T707887
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
ALBERTO ARAÚJO
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
3135 textos (158843 leituras)
33 áudios (3215 audições)
35 e-livros (6651 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 07:46)
ALBERTO ARAÚJO

Site do Escritor