Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ROMEU, JULIETA E A SENSATEZ!


Ah, Romeu, se tivesses cumprido
Todas as promessas e, assim, garantido
Nossa felicidade tão sonhada e eterna,
Eu, Julieta, seria sempre tua...
E, para satisfazer o teu menor capricho,
Dessa vez, sem risco de que te enganasses,
Seria capaz de dar-te a própria vida!

Quantas juras te fiz... e quantas me fizeste!...
Quanto tempo sofri, na longa espera
De teu regresso noturno...
Porém, talvez, eu pressentisse que um dia
Nossos rumos seriam separados,
Por culpa minha e tua; portanto, assim,
Melhor seria deixar morrer de vez, o nosso amor!

Se ao menos, o meu amor não fosse assim tão forte,
Se ao menos, pudesse lhe ditar a sorte...
Mas ai de mim, quem sou eu Romeu?
Não passo de um sonho confundido,
Não passo de uma personagem esquecida...
Eu sou tão somente, a tua Julieta!


Tu, porém, serias sempre aquele príncipe
Que jamais se deixaria enganar por um sonífero.
Seria tão sensato o meu Romeu,
Que, se me encontrasse inerte, no chão caída,
Me abraçaria tanto, me beijaria tanto,
Que com a própia boca, me devolveria a vida!
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 01/02/2006
Código do texto: T107014
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:37)