Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GUERREIRA SOLITÁRIA

Por que lutaste tanto, guerreira,
Se no fim de toda a batalha,
Ao se olhar em volta,
Só se encontra sangue?
Por que não paraste,
Quando, pasma ouviste,
O grito alucinante do próprio coração?

Por que, guerreira, por que,
Tu te debateste tanto,
Numa batalha tão vã?
Por que foste até o fim,
Se sabias, desde o início,
Que morrerias assim?

Procura agora, guerreira,
O colo Santo e Divino....
E verás que, escondido
No mais profundo do teu íntimo,
Está o que procuravas...
E que o amor verdadeiro,
É como o tiro certeiro,
Que inconscientemente, buscavas!


                                        *****


NOTA DA AUTORA:

Devido aos caprichos da INSPIRAÇÃO, fiz hoje a REPOSTAGEM desse texto. Espero agradar àqueles que ainda não o haviam lido.

Um abraço a todos!
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 29/06/2006
Reeditado em 29/06/2006
Código do texto: T184302
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:31)