Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIMAS AMARGAS

E agora, poeta?
Rimar o quê?
O coração magoado,
O peito ferido,
A alma chorosa...

E agora, poeta?
falar do quê?
Do tempo perdido,
Do real tão amargo,
Das rimas vãs...

E agora, poeta?
Descrever o quê?
Rimar o quê?
Falar do quê?

Entregue-se, agora, poeta,
Ao pranto eterno da alma!
Entregue-se, poeta... e chore!  
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 19/09/2005
Código do texto: T51904
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:22)