Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CICATRIZES

Como pôde matar assim,
Todo aquele amor, como pôde?
Como pôde matar assim,
Uma migalha que fosse?

Matou o ser que entreguei,
Nas palmas de suas mãos...
Condenou o meu destino
A simples sonhos vãos!

Hoje, as minhas poesias
São tão frias e sem rimas...
Só sabem falar de rancor...

Das mágoas que não esqueço,
Pois nelas ainda padeço,
Agonizando assim... em dor!
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 26/09/2005
Código do texto: T54077
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:09)