Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AUTO PACTO

De hoje em diante vai ser diferente:
Vou deixar que aconteça em minha mente,
O que vem e vai... e vem outra vez.
Vou deixar que, constantemente,
Soe e ressoe, repetidamente,
Este meu "novo querer":

" Ninguém é de ninguém!"
Grite voz! grite isso bem mais alto!
Grite voz! vamos, grite!
Grite isso bem alto dentro de mim!
Use esse eco que lhe dou agora
E grite: "Ninguém é de ninguém!"
"Ninguém é de nínguém

Agora, voz, grite diferente,
Para que eu possa firmar em minha mente,
Também mais esse consolo.
Diga e repita incessantemente:
" Eu não sou de ninguém!"
"Eu não sou de ninguém!"

De hoje em diante vai ser assim;
Deste momento em diante,
Você, voz, vai repetir,
vez a vez, alternadamente:
" Ninguém é de ninguém!"
" Eu não sou de ninguém!"

Assim... Assim mesmo, voz...
Isso, é o que exijo agora;
Que jamais deixe de ser assim.
Neste momento, fica selado o pacto.
Agora sim, negócio fechado:
Se ninguém é de ninguém,
Eu também, não sou de ninguem!
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 03/10/2005
Reeditado em 16/08/2007
Código do texto: T56188
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:22)