Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERSO POESIA


Verso poesia...


Furna tinteiro a pena do trovador, a escrever
Qualquer reverso, na areia na folha ou teto
Pari das entranhas teu ente ao unir alfabeto
Da a luz ao embrião gerado. Gemado no SER...

Materializando a inspiração, se soneto prosa ode
Bardo o verso. Conduz a carruagem o cerne
A modéstia não contesta! Acariciando o senso
Escrito, esta selada! Plasma versejando estro...

Num golpe de sorte traçado, ao labor da essência
 Pelo Sr. dos destinos, eis que surge ela! A poesia.
 A Kali do meu holograma, sem começo infindo...

A Ísis de minhas Íris encantadas como silfos!
A sacerdotisa do meu Cristo, interno intenso.
Pandora da alquimia pensamento.Filha dos ventos.


Deth Haak

27/10/2005
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 28/10/2005
Código do texto: T64571
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65336 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:45)
Deth Haak