Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OBRA ANGELICAL

   À TANI SARA, MINHA AMADA SOBRINHA E AFILHADA, QUE ESTÁ ANIVERSARIANDO HOJE, DIA / 20-09-2006.

    QUERIDA, QUANDO FIZ ESSE POEMA, VOCÊ TINHA APENAS DOIS ANINHOS DE IDADE. AGORA, VOCÊ ESTÁ COMPLETANDO VINTE.
   PARA MIM, VOCÊ CONTINUA SENDO A ANJINHA MAIS LINDA QUE DEUS MANDOU PARA CÁ, E, O MAIS LINDO BRINQUEDO, QUE JAMAIS HOUVE POR LÁ, NO CÉU. HONRA-ME SER SUA MADRINHA E ORGULHO-ME DA PESSOA INCRÍVEL QUE VOCÊ É.
    OBRIGADA POR EXISTIR EM MINHA VIDA, MINHA QUERIDA SARA.
QUE DEUS LHE ABENÇOE PARA SEMPRE! FELICIDADES!!!

                                                 EU TE AMO!

                                              ETERNAMENTE,

                                                 SUA DINHA.
***********************************************************

OBRA ANGELICAL
 

Parece até que os anjinhos,
Ao bom Senhor se juntaram,
na hora em que ia montar
Uma certa bonequinha.
Pegaram, então, as perninhas
E colocaram ao seu lado;
Os bracinhos rechonchudos,
Não o deixaram esquecer.

Os olhinhos bem sapecas,
Tiraram de uma boneca
Que era de amostra geral.
A boquinha pirracenta,
Tiveram que inventar na hora,
Porque lá não havia igual.

O nariz, então, nem se fala!
Arrebitaram tanto o coitado,
Que o Senhor chegou a ralhar;
Mas as dobrinhas, as curvinhas,
faziam tantas, os anjinhos,
Que Deus não pôde evitar!

Cessada a obra Divina,
Ficou encantado o Senhor,
Com a mais linda das anjinhas,
Que quase sozinho criou.
Mas ao colocá-la de pé...
Que susto! Ai, que horror!!!
Esqueceu-se dos cabelos,
Disso ninguém se lembrou!?

Procuraram por toda parte,
Mas no estoque, nada havia;
Portanto, a obra Divina,
Ficaria para outro dia.
Os anjinhos fizeram beicinho,
Não se conformaram com tal
E, em segredo, escondidinhos,
Fizeram a arte final:

Cada um sacou um cachinho,
Dos muitos que o Senhor lhes dera
E, simplesmente, colaram
Na cabeça da boneca!
Então, ficou prontinha,
A anjinha mais lindinha,
Que o Senhor mandaria para cá.
Combinou tanto o acerto,
Que mais lindo brinquedo,
Jamais houve por lá!
 

                                                      *****

                                                 20-09-1984
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 18/09/2006
Reeditado em 20/09/2006
Código do texto: T243035
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
193 textos (20242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:59)