Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADES

SAUDADES

Que quereis deste ser velho e cansado
Se não multiplicar as saudades de seu fado
Que alentar, deseja os dias consentido
Na busca da ventura de quem está partindo

Pois o tempo que passou não volta mais
Se ora quiseres dar-me, não quero mais
Aquilo que almejei ... ardentemente
Restou saudade da vida descontente

Se algum juízo ainda em mim intento
Nos enganos desta vida de tormento
Eu quero esquecer e sem ter saudades
Passar os dias que restam sem maldades
 
Cansado das mágoas e desventuras
A vida me reservou só amarguras
Não teriei saudades na hora da  partida
Já que parto feliz deixando esta vida

E se saudades de mim alguém tiver
Louve ao feitor do mundo onde estiver
Para que tua prece chegue até mim
Pois a morte é o começo, e não o fim!

SP 29/03/2003
Armando A. C. Garcia
E-mail: armandoacgarcia@ibest.com.br
Armando Augusto Coelho Garcia
Enviado por Armando Augusto Coelho Garcia em 15/11/2005
Reeditado em 26/04/2008
Código do texto: T71821
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Armando Augusto Coelho Garcia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 79 anos
656 textos (25581 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:31)