Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta se lá é difícil e aqui...

Olhar longínquo no campo do cárcere
Boca prostituta como abismo
Oprimindo o silêncio de seu imo
Na alforria seca do mármore

Poeta se lá é difícil e aqui…
Aqui, onde em cada pensamento uma tristeza
Proibida vive um alcantil de espaventosa
Inequívocas saudades mil

Sentimento impedido
Desejo impelido de açoite
Beijo imaginado no acoite
Na liberdade do injustiçado

Vangloriado pelo seu semblante
A sentinela voa em sua alma
A inexorável pretensão da liberdade
Que transbordará a sua trama

Poeta se lá é difícil e aqui…
Aqui, onde os gritos inspiram
Canções impúdicas de desespero
E arrependimento puro
Que em um metro de percurso os olhos desejam

Afinal ó poeta se lá é difícil e aqui…
Aqui em que até chorar é coibido
De utopia verosímil


Uma sincera e inspirada dedicatória óbvia ao meu amigo Chiquinho Macedo
Nkazevy
Enviado por Nkazevy em 20/09/2006
Reeditado em 13/02/2008
Código do texto: T244873
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nkazevy
Benguela - Benguela - Angola, 30 anos
168 textos (11333 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:12)
Nkazevy