Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um mecenas da ilusão

Um mecenas da ilusão

Tem sido essa paixão insana pelo desencanto,
Meu último refúgio noturno;
Uma redenção pedante na desolação,
O descaso total pela minha carne fúnebre
Um eterno réquiem poético,
O idílio incansável sobre o desespero.

Que minha frágil nudez
Torne ainda mais podre qualquer vala comum
Pois minha essência orgulhosa,
Ainda que, solitariamente sepultada,
Adentra o nihill, impune e desenganada.
Como comandatária daquela ilusão esquecida:
Liberdade, princípio esperança.

Abandono à barbárie como um eremita civilizado,
Um Espírito Livre confundido com o mulanbento miserável.
Sem lugar na história, é verdade.
Mas com cátedra no esquecimento.


Vinicius Mecenas Hoffnung
Vinicius Mecenas Hoffnung
Enviado por Vinicius Mecenas Hoffnung em 15/10/2006
Código do texto: T265371
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Mecenas Hoffnung
Gramado - Rio Grande do Sul - Brasil
10 textos (571 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:32)
Vinicius Mecenas Hoffnung