Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Absorto...


Absorto....


Limando róridos madrigais, no arból nublado
Ninando ilusões antigas ao balouçar consternações
Peregrinando a longos passos ,distantes tardes
De noites ambíguas insones ...

Devotados defeitos nos acúleos da sorte
Do eu solitário, consorte de avultes rumados à morte
Das manhãs vencidas de lúgrubes verões
Percorrendo catálogos do inconsciente sem norte...

Escorado no encerrar talvez, nauseados idéias
Em quimeras vomitadas. Sustentado a turbilhões
Desvendados no pôquer, a blefar ideais...

Segredadas juras etéreas, rumam mutações ansiadas
 Permeando engodos estéreis ,de eternas confusões
Lidadas! Concordes idos, abstraídos a duras penas...

Deth Haak

3/01/2006
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 08/01/2006
Código do texto: T95852
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65339 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:39)
Deth Haak