Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA

Uma voz que me chama, eu ouço sempre
Como se fora eterna companheira.
Uma voz carinhosa e protetora
Que me acompanha pela vida inteira.

Uns me dizem que é a voz da consciência,
Outros dizem que é o guia protetor.
Já teve quem dissesse ser bobagem,
E outros que dizem ser a voz do amor.

Essa voz não me engana nunca, nunca,
Só me fala a verdade “nua e crua”.
Só saio bem quando a obedeço logo,
Esteja em casa ou ainda que na rua.

Quem és tu, voz bendita que me segue?
E ela responde com meiguice e calma:
—Tu não sabes? Mas quanta ingenuidade!
Eu sou a voz de tua própria alma.
Lucan
Enviado por Lucan em 15/06/2006
Código do texto: T176201
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86939 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:52)
Lucan