Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


 
GRUDADINHOS

Evaldo da Veiga


Falo baixinho amor,
Porque estou pertinho,
Habito em ti....

Ouço o teu sussurro...
Ouço mais :
Ouço o teu silêncio...

Porque és  parte  do meu ser,
Porque estás em mim,
Porque em ti revivi...

E porque estamos grudadinhos,
Cada um bem mais perto do outro
Do que de si ...

É que nosso gozo é imenso...

Tão intenso,
Que o que sobra de ti
Vem pra mim,
E o que sai de mim
Corre rapidinho pra ti.

A distância se extinguiu
Nos atalhos que criamos.

Como é bom te amar,
Te ter  pertinho, sempre
Naquela distância tão mínima,
Que não atinge, sequer,
A inexistência do espaço,
A inexistência do tempo.

Mas, chegue mais pertinho,amor!

Como? Não sei...
Só sei que estou em ti,
Que você está em mim.
E assim estaremos sempre,

Chegando um mais pertinho do outro...

Como?  Não sei,  Não sei!...
Mas sei que é possível...
Vem...


evaldodaveiga@yahoo.com.br
 
 





Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 15/02/2006
Reeditado em 25/02/2012
Código do texto: T112329

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:33)
Evaldo da Veiga