Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERDE PAUL VERONESE

Depois de pronta, olhei para ela, não de perto, mas tomando
certa distância esperando a definição de sua identidade, a
revelação da beleza escondida, do significado oculto, a visão do secreto.
Ela nada me facilita. Sua figura intrigante não oferece retorno de beleza ou feiúra, de paz ou horror, de amor ou ódio, de engraçado ou sério, se infantil ou adulto. Seu aspecto real confunde-se com o imaginário, lúdico e desconsertante.
Ainda que a chame de Luz, percorro o caminho na penumbra que mantém velado o desconhecido, as possibilidades semi-cerradas.
O sol, presente, alaranja o céu azul sobre o mar, coroado por uma ponte verde paul veronese.*
Primeiros tintas,  ainda tenho os dedos coloridos, sujos do engatinhar neste chão, tela do meu inconsciente.



24/06/2006



* verde paul veronese: um tom de tinta a óleo.
DIANA GONÇALVES
Enviado por DIANA GONÇALVES em 25/06/2006
Código do texto: T182314
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ((Diana Gonçalves - pseudônimo) http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=1908). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DIANA GONÇALVES
São Paulo - São Paulo - Brasil
647 textos (753192 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:19)
DIANA GONÇALVES

Site do Escritor