Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPO PRESENTE

Visitei minha cidade onde a infância me sorriu. Passei em suas ruas, hoje calçadas e sujas, e não encontrei ninguém...
Vi muita gente passar, gente tão desconhecida...
É, como os tempos mudaram, quantos amigos morreram...
A colônia italiana, essa, quase que acabou. Vi a antiga igrejinha do “Divino”, fechada à visitação... Ao voltar-me, que espanto, deparei-me a um só tempo com amigos que acenavam. Todos já desencarnaram, pensei, ao vê-los contentes... Só então me dei conta de estar no cemitério...
Suspirei emocionado e rezei pelos parentes, pelos amigos mais íntimos, que jaá se foram, alguns tão jovens...
Minha cidade está morta, que triste constatação...
Muito feia toda torta, faz doer meu coração...
Enfim, posso compreender porque perdi o endereço da cidade onde nasci, de cuja infância não esqueço...
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 28/07/2005
Código do texto: T38357

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272323 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:15)
Ricardo De Benedictis