Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

C O R R U P Ç Ã O

                  Não há um só dia em que a Mídia não traga a noticia de mais um ato de corrupção. É impossível a gente ligar a televisão ou abrir um jornal qualquer, sem ver ou ler esta noticia. É estarrecedora, vergonhosa e muito triste esta constatação.

                  O pior de tudo é que a Corrupção, hoje em dia, está instalada nos três poderes constituídos: Executivo, Legislativo e Judiciário.

                 Uma corja de políticos e assessores desavergonhados, sem escrúpulos, sem caráter, cuja única e talvez maior preocupação na Política seja ROUBAR, quanto mais, o dinheiro público.

                 São os Delubios, os Josés Jenuinos, os Josés Dirceus, os Marcos Valerios e respectivos assessores e intermediários, agindo livres e tranqüilamente, sob o manto impuro da impunidade e da vista complacente daqueles que deveriam acompanhar e fiscalizar seus subordinados.

                São Senadores, Deputados e Juizes protegidos pela vergonhosa manta da IMUNIDADE parlamentar ou judiciária e do corporativismo indecoroso e sem limites, tramando e usando todos os meios possíveis, lícitos ou escusos, para tomar o dinheiro público.

                Sem nenhum pudor usam até o direito parlamentar de apresentar Emendas Parlamentares nos pedidos de Verbas Governamentais para Estados e Municípios.

                Tão acostumados a roubar o dinheiro público sem nenhum constrangimento, perderam todos os limites e vão agora buscar o lucro fácil no Super Faturamento das compras de Ambulâncias, Medicamentos e Equipamentos Hospitalares para os Municípios Brasileiros.

               No momento está em curso o Processo de investigação dos parlamentares envolvidos no escandaloso processo “Sanguessuga” e ainda o rumoroso caso do Estado de Rondônia, onde há indícios de envolvimento de grande parte da alta cúpula administrativa daquele Estado.

               Todos os dias ficamos sabendo de abertura de CPI para apurar esta ou aquela irregularidade na Administração Pública ou outro Órgão do Governo. São investigações intermináveis que geram gastos vultosos para o Erário Público e não conseguem levantar provas cabais que incriminem os envolvidos e, no final, todos ou quase todos os indiciados ficam impunes.

              É profundamente lamentável que tanto trabalho e recursos financeiros sejam jogados no lixo e a Justiça não consiga atingir e punir tantos culpados.

              Tudo isto é tão incrível e inaceitável que cobre de vergonha, tristeza e abatimento a todos os brasileiros decentes e dignos deste País.

              Enquanto a Justiça não se aparelha adequadamente com Leis mais severas, claras e capazes de colocar na cadeia todos esses criminosos do “Colarinho Branco”, nós brasileiros honestos e cumpridores dos nossos deveres de cidadãos, permanecemos de mãos atadas e impotentes para castigar esses ladrões da Nação.

             Mas nem tudo está perdido. Temos o direito e o dever de votar e escolher o próximo Presidente da República, os Governadores de Estados, os Senadores e os Deputados Federais. Chegou a hora em que podemos separar o joio do trigo.

            Aqueles que se revelaram indignos nas funções para as quais foram escolhidos e se valeram dessas mesmas funções ou atribuições para se locupletarem e assaltarem a Nação, sejam jogados no lixo da historia e no esquecimento definitivo de todos os cidadãos honestos que amam este País.

           Vamos prestar atenção não só nos nomes dos novos candidatos que se apresentam, mas principalmente, na sua formação intelectual e profissional, seu caráter e vida pregressa, para que possamos votar segura e conscienciosamente.

          Vamos extirpar, definitivamente, da Administração Pública, esses ladrões e vendilhões da honra e da dignidade humanas.

          Se nestas e nas próximas eleições agirmos com inteligência, critério e diligência na escolha dos candidatos, com certeza estaremos contribuindo para que a moralidade e a decência administrativa seja instaurada neste País.

         Que o Brasil não seja mais o “País do Futuro”, mas a Pátria que todos almejamos: soberana, livre e independente, onde haja paz, segurança, saúde, educação, igualdade social e oportunidade igual para todos os brasileiros.

Narciso de Oliveira
Enviado por Narciso de Oliveira em 10/08/2006
Reeditado em 16/08/2010
Código do texto: T213364
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Narciso de Oliveira
Campinas - São Paulo - Brasil, 82 anos
50 textos (27767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:28)
Narciso de Oliveira