Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lam˙ria DA TRITEZA...

Lamúria DA TRISTEZA...

Poeira grudenta em poro oleoso alimentada
Ao murmúrio,de quem se faz pobre sofredor,
Chispada matiz desencanto, floresce no desamor
Adubada na carência banhada no cerne sem cor...

Avie-te dos que a mim abraçar, que a sopre vento
Pra bem longe! Pois nem fui nem serei úbere,
Na essência gonzo Flores, versando matiz de afeto.

Regada à harmonia e encanto, na beleza por certo
Não a lugar pra tristeza.Vá de reto a flanar alto,habitar
Noutro universo, ordena o amor em contentamento.

Distante de mim lamento é mesquinha a tristeza !
Destroças sonhos diversos, sorrisos quem a ti Hospeda,
Atormentas homens insanos que fazes neste meu verso?

" A Poetisa dos ventos"
Deth Haak
17/10/2005


Eu ja estou na maratona dos ACRÓSTICOS!!! Somos muitos atletas, a buscar o troféu do RECANTO das LETRAS, Você vai ficar de fora? Vem comigo! Beijos poeticos morrendo do prazer . Deth Haak
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 19/02/2006
Reeditado em 19/02/2006
Cˇdigo do texto: T113799
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 58 anos
547 textos (66385 leituras)
50 ßudios (10018 audiš§es)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 26/05/17 16:08)
Deth Haak