Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A INJUSTIÇA

Se a injustiça — inimiga atroz do bem —
Bater-lhe à porta pra pisar em tudo,
Abre-lhe a porta! Com um gesto mudo,
Deixa-a entrar como se ela fosse alguém.

Essa peste possui da farsa o escudo
E por princípio, o mísero desdém;
Maldosa e com poderes indo além
De nossa vã percepção e estudo.

Deixa-a que entre e vasculhe como queira.
Ela é a mais negra e pérfida rameira
Vinda do inferno para o peito herói.

Só há um jeito certeiro de matá-la:
Não agredir, nem mesmo assustá-la...
Por si só, a injustiça se destrói!

Lucan
Enviado por Lucan em 14/03/2006
Código do texto: T123259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86939 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:39)
Lucan