Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS DOIS CÃES

Eu tenho sempre dentro do meu peito
O cão do bem e mais o cão do mal
Numa luta feroz, pelo direito,
De me ditarem normas de ideal.

—E qual desses dois cães vence o tal pleito?
Uma vez, perguntou-me o seu Cabral,
Assim, curioso, tímido e sem jeito,
Mas de maneira firme e natural.

Então sorri feliz, com muito orgulho
— Sou humano, em vaidades me debulho —
E respondi, com zelos imparciais:

Desses dois cães famintos de vitória,
Vence — com larga margem meritória —
Aquele cão que eu alimento mais.
Lucan
Enviado por Lucan em 07/06/2006
Código do texto: T171043
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86938 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:59)
Lucan