Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DISCURSO VAZIO 

Reconheço a verdade que me ocultas
como um tesouro mágico, trancado
em paredes eternas de mentiras,
em frases incumbidas de iludir. 

Sei que é tudo discurso, tudo um jogo
de gestos e palavras previsíveis,
encenação sem brilho de momentos
vazios que nada guardam de concreto. 

Sobrevivo a tormentas de metáforas,
deixo fluir teus rios de citações
a gênios esquecidos pelo tempo ... 

Tenho a virtude estúpida dos mansos,
que esperam sempre ver a redenção
das feras em cordeiros, no final ...

(Direitos reservados ao autor. Parte da coletânea "Alguns sonetos que fiz por aí ...", disponível em e-book.)
William Mendonça
Enviado por William Mendonça em 15/10/2006
Código do texto: T264966
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
William Mendonça
Tanguá - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
279 textos (55633 leituras)
16 áudios (7515 audições)
11 e-livros (33261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:07)
William Mendonça

Site do Escritor