Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
BARROCO DE HOJE 

Caído, meu demônio nas entranhas
vê no espelho um arcanjo esfarrapado,
roto estorvo da vida, mendigando
o que tenho de bom, ou penso ter. 

Vai, desedificado – recusando
olhares de absoluta compaixão
que espreitam nas esquinas – imortal
feito pequeno, fraco e sem poderes. 

Barroco, meu demônio nas entranhas
pergunta a Deus porquês intermináveis,
veste arrependimentos e se rende. 

É meu arcanjo-poeta, desterrado,
minha estranha coragem de arriscar
perder o paraíso – sombra e luz.

(Direitos reservados ao autor. Parte da coletânea "Alguns sonetos que fiz por aí ...", disponível em e-book.)
William Mendonça
Enviado por William Mendonça em 21/10/2006
Código do texto: T269830
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
William Mendonça
Tanguá - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
279 textos (55664 leituras)
16 áudios (7515 audições)
11 e-livros (33272 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:00)
William Mendonça

Site do Escritor