Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
GALOPE 

Cavalo feito de alquimia e vento,
veloz miragem que domina o tempo,
o poema é sempre muito mais que o poeta,
vértice do universo, que é divino. 

No galope, descubro imensidões
de delírios que brotam como rios,
sóis que desbotam, rastros desenhados
na insanidade amarga de quem voa ... 

E a crina feita em asas, sem limites,
é onde me agarro, como às catedrais
que se erguem sobre nuvens, implausíveis. 

E as patas já não deixam rastros - olhos
mostram as luzes do caminho aberto ...
No galope de sonho, enfim, sou poeta!

(Direitos reservados ao autor. Parte da coletânea "Alguns sonetos que fiz por aí ...", disponível em e-book.)
William Mendonça
Enviado por William Mendonça em 27/10/2006
Reeditado em 13/05/2013
Código do texto: T275433
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
William Mendonça
Tanguá - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
279 textos (55636 leituras)
16 áudios (7515 audições)
11 e-livros (33261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:55)
William Mendonça

Site do Escritor