Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ESCARRO !

O ESCARRO !


Escarraram na cara da sociedade
Que desilusão, que tremendo contraste
A nação está envergonhada de verdade
O que devia ser esteio, não é, nem haste

Liberta-se um louco, talvez um visionário
À sociedade cabe o ônus do confrade
E o pai da vítima de joelhos no calvário
Suplicando para que haja lealdade

Não se pode confundir liberdade
Com libertinagem ou bandalheira
Ou dulcíssimos favores de amizade

Porque os dons da justiça, suprema arte
Não pactua, no que parece brincadeira
Mas na base do direito a que faz parte !


São Paulo, 30/08/2007
Armando A. C. Garcia

Leia + no site: www.usinadeletras.com.br
E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br


Armando Augusto Coelho Garcia
Enviado por Armando Augusto Coelho Garcia em 30/08/2007
Código do texto: T631080
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Armando Augusto Coelho Garcia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 79 anos
741 textos (26662 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 09:45)