Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHAS TROVAS À POESIA

A Poesia é a minha terra
a minha terra é a Poesia
e tudo o que ela encerra
tem sabor de maresia.

A Poesia é a minha casa
a minha casa é a Poesia
e todo o recheio é brasa
pela força da ousadia.

A Poesia é como as flores
todas as flores são Poesia
se esta produz amores
aquelas dão simpatia.

A Poesia é o meu fermento
o meu fermento é Poesia
quando a faço dá-me alento
quando a canto galhardia.

A Poesia é a minha seiva
minha seiva é a Poesia
quando a tenho só m’eleva
quando não é nostalgia.

A Poesia é a emoção
toda a emoção é Poesia
emerge do coração
e cresce co’a fantasia.

A Poesia é a minha história
minha história é a Poesia
toda ela tem memória
e é feita em cada dia.

A Poesia é a vivência
e a vivência é a Poesia
não há Arte sem coerência
ou então sem harmonia.

A Poesia é inspiração
inspiração é Poesia
ela habita na razão
que da Arte é moradia.

Se a Poesia tem Arte
toda a Arte tem Poesia
palavras soltas à parte
pois nunca servem de guia.

A Poesia é um farol
quem tem farol nada teme
noite e dia há sempre sol
quando a alma vai ao leme.

Toda a Poesia é bonança
e a bonança é a Poesia
no mar revolto faz dança
no mar baixo calmaria.

A Poesia é o meu Sonho
e o meu Sonho é a Poesia
sem ela o mundo é tristonho
pois lhe falta a bonomia.

A Poesia é a minha Festa
a minha Festa é a Poesia
com Arte ninguém contesta
sem Arte só tem asia.

A Poesia é a minha glória
minha glória é a Poesia
os poetas de grã memória
‘stão comigo à porfia.

Ó vós, poetas, qu’escreveis
julgando fazer Poesia
ou m’engano ou ‘stareis
a sofrer por miopia...

Libertai-vos dessa febre
a qu’alguns chamam Poesia
não troqueis gato por lebre
ou, pior, por cortesia...

A Poesia é grã nobreza
toda a nobreza é Poesia
levantai-vos com firmeza
mostrai vossa fidalguia.

A Poesia é sofrimento
todo o sofrer tem Poesia
pois nos traz ao sentimento
um prazer que nos recria.

Toda a Poesia é materna –
bem materna é a Poesia –
a gerar versos é eterna
de uma eterna energia !

Sou feliz por ser poeta,
entre todos o primeiro,
desta Arte bem discreta
me assumo por inteiro !


Frassino Machado
In TROVAS DO QUOTIDIANO
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 28/08/2007
Código do texto: T627069
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FRASSINO MACHADO
Odivelas - Lisboa - Portugal
1760 textos (46491 leituras)
20 áudios (847 audições)
2 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 14:44)
FRASSINO MACHADO

Site do Escritor