Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Metáforas

Os dias vão se passando,
como numa puxada de linha de anzol.
O tempo vai pescando
e rasgando-os na eternidade.
Eu dentro dos dias,
com o peito aberto,
vou sofrendo as marcas
dos contratempos,
das barreiras do infortúnio;
para poder resistir.
E se faz calor ou se faz frio,
a esperança ainda me faz sorrir.
Mesmo manco na fé,
eu sei que pode crescer
a vontade de continuar.
O dia amanhece e as ruas esclarecem
Ainda atrás dos muros e das muralhas
têm um urso e um leão me aguardando.
Não é um circo
e nem zoológico.
São os meus problemas
em sentido figurado que querem me comer
(obstáculos pelo meio do caminho
que sobre minha Via-dolorosa
a cruz tem me reservado).
E no final do dia,
como um lutador vitorioso,
um troféu imaginário
por mim é levantado.
Porque guardei
aquilo que tem que ser guardado.
Um tesouro precioso
para não ser roubado
e ficar de fora do céu
...a minha fé.



 
Nota: Nossos problemas querem nos devorar, 
mas temos que domá-los ou então aniquilá-los
para cada dia sairmos campeões.

Dessa poesia nasceu mais duas. Leia também:


-Dom Quixote contra o Moinho de Vento

-Cão-Cérbero
JESE FERREIRA poesias
Enviado por JESE FERREIRA poesias em 18/09/2019
Reeditado em 17/10/2019
Código do texto: T6747761
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria do poeta brasileiro cristão Jese Ferreira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JESE FERREIRA poesias
Bebedouro - São Paulo - Brasil, 38 anos
164 textos (6057 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 19:43)
JESE FERREIRA poesias