Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O dilema de Simone - Parte IV


Na realidade, Simone busca pelas portas do prazer, um amor que seja correspondido. O psicólogo – que não resistiu aos encantos de Simone – foi coerente. Envolvendo-se emocionalmente com o paciente saiu do caso. Para não deixar Simone perdida, telefonou para uma psicóloga – sua amiga – e encaminhou o caso a ela. Simone marcou a consulta e começaria tudo de novo tentando com a ajuda da ciência, resolver o seu dilema. Porém, o ser humano nas horas do desespero, se apega em tudo e em todas as opções que lhe ofereçam, para tentar resolver sua situação. Nesse dia, Simone foi acometida de uma insônia e detonou o controle remoto de sua tv. Já era madrugada, a única opção que tinha era assistir um desses programas religiosos. Empolgou-se e resolveu no dia seguinte conferir ao vivo. *Quando chegou na tal igreja, foi recepcionada por uma jovem muito atenciosa, que acabou conquistando a confiança de Simone que já não sabia mais o que procurava. Pediram a ela seus dados e a encaminharam para o pastor. Este, depois de ouvir atentamente o lamento de Simone, sentiu que tinha nas mãos uma presa fácil, desesperada, em busca de soluções. Seu primeiro golpe foi vender a ela um bambu de 2 metros de comprimento pela misera quantia de 2000 reais, com a promessa de que – o bambu – depois de ser queimado na fogueira Santa de Israel, as bênçãos em sua vida seriam uma constante. Embora eu não concorde com a atitude do pastor, ele fez um bem a ela quando lhe disse que somente aconteceria uma mudança em sua vida se ela realmente acreditasse! Para quem sabe ler, um pingo é letra! Ele foi claro com Simone! (Somente acontecerá uma mudança em sua vida se você acreditar!). Simone ainda um pouco confusa, se despediu, agradeceu e voltou para o trabalho. Nesse espaço de tempo, o presidente da empresa decidiu mandar Simone para fazer um curso na Alemanha. A empresa tinha comprado novos equipamentos e alguém com nível superior e cargo de chefia, tinha que estudar e conhecer tudo sobre eles. Simone foi à escolhida! E mais! Depois do curso, seria promovida a diretora administrativa com poderes de vice-presidente.
Simone se surpreendeu e, ao mesmo tempo, achou que tudo isso já era a promessa do pastor cumprindo-se em sua vida. No dia seguinte, não teve dúvidas! Voltou na igreja e comprou mais um bambu! O pastor sorria de orelha a orelha! (Haja fogueira!). E disse a ela que aquilo era só o começo de uma nova fase em sua vida. Claro que tudo isso não passou de uma coincidência. Até porque, o sucesso de Simone no âmbito profissional é o resultado de sua dedicação e carinho pelo seu trabalho. Simone sempre teve bons empregos e sempre foi disputada no mercado. Mas o que importa agora é que a vida de Simone vai dar uma guinada! Simone em sua viagem para Alemanha, conheceu um engenheiro brasileiro, que balançou suas estruturas emocionais. Durante os 25 dias que Simone ficou na Alemanha, saíram todas as noites. Exatamente o estereótipo de homem que o psicólogo descrevera para Simone, era Willian o engenheiro. Um predador na cama e um gentleman como ser humano. Ambos se apaixonaram. De volta ao Brasil, no seu primeiro dia como diretora administrativa e status de vice-presidente, recebeu em sua mesa um curriculum para avaliação de um novo funcionário que assumiria o seu cargo anterior. Simone nesse dia, tinha hora marcada com a psicóloga. Arrumou sua mesa, se ausentou e dirigiu-se ao consultório. No seu primeiro dia de consulta sentiu uma forte atração pela psicóloga, que já sabendo do seu fetiche por uma mulher, se apresentou com uma roupa provocante. Simone fazia de tudo para chamar a atenção e a psicóloga a ignorava. Até esse dia, Simone nunca foi rejeitada por alguém. Mais uma vez Simone tentou ir além dos limites. Cantou a psicóloga na cara de pau. Esta por sua vez, pegou nas mãos de Simone, chegou a boca bem próxima do seu ouvido e sussurrou entre os dentes: - sou mulher, feminina, gosto de macho e, além disso, você não faz o meu tipo. Simone pela primeira vez sentia-se rejeitada e, o pior de tudo... Por uma mulher! A toda poderosa, vice-presidente de uma empresa de grande porte, linda, maravilhosa, cobiçada por todos, teve sua primeira rejeição. A médica terminou a consulta e como se nada tivesse acontecido marcou a próxima. De volta ao trabalho e ainda perturbada com a rejeição por parte da psicóloga, sentou-se em sua mesa e começou a pensar na situação. Ao abrir o curriculum que ali estava para sua avaliação, teve uma outra surpresa! Era simplesmente o curriculum de Rafael, o homem que foi a sua primeira paixão.

E agora?
Qual será a atitude de Simone diante desta situação?
De um lado vive uma paixão louca com Willian.
Por outro lado, tem nas mãos a oportunidade de ter ao seu lado como companheiro e subordinado, sua primeira paixão que ainda está presente em sua memória.
No seu interior, tem a rejeição da psicóloga que foi uma punhalada fatal no seu ego.
E para finalizar, as palavras do pastor – na sua visão – estão se cumprindo!

Qual será o caminho que Simone seguirá?

Comente, dê a sua opinião e aguarde o próximo capítulo.


Obs: Os nomes aqui citados são fictícios. Qualquer semelhança é mera coincidência.


Comentários:
*Embora eu tenha me referido a religião, não quero aqui, fazer apologia ou tecer crítica a essa ou aquela igreja. Não poderia eu omitir fatos verídicos da história, somente para agradar a esse ou aquele. Pelo contrário, acho que todos nós temos que ter fé no ser supremo, Deus, até porque, sem ela não chegaremos a lugar algum.

Para ler ou reler os capítulos anteriores, click no link abaixo:
http://www.recantodasletras.com.br/contoscotidianos/141291



Parte V - http://www.recantodasletras.com.br/contoscotidianos/144810
Vincent Benedicto
Enviado por Vincent Benedicto em 21/04/2006
Reeditado em 21/02/2011
Código do texto: T142594
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vincent Benedicto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
477 textos (144381 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:56)
Vincent Benedicto