CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

TRAVA-LÍNGUA

------------------------------------------------------------------

Brincando com Palavras

 

Trava-língua é um conjunto de palavras formando uma ou mais frases de difícil articulação para ser lida em voz alta. O travra-língua tem a finalidade de aperfeiçoar a pronúncia e, ao mesmo tempo, servir como uma disputa entre amigos. Onde houver uma brincadeira com trava-língua, haverá risos e caçoadas, pois dificilmente, na primeira vez, o reproduzimos sem errar.

Os trava-línguas fazem parte da oralidade popular, pertence ao nosso folclore, é uma agradável brincadeira com as palavras. Você quer entrar na brincadeira? Então ai vai uns trava-línguas para você ler em voz alta e bem rápido. Não vá errar, senão vão caçoar de você:

• Pó pra tapa talho.

• No ralador de ralar alho ralo alho.

• Um prato de trigo para três tigres tristes.

• Você sabia que o Sabiá sabia assobiar?

• A babá boba bebeu o leite do bebê.

• Encaixa a caixa, agacha, engraxa

• Proporcionalmente entretenimento e solidariedade.

• Analogamente, paralelamente e perpendicularmente constitucional.

• A rua de paralelepípedo é toda paralelepipedada.

• A Num prato de trigo comeram três tigres.

• A aranha arranha o jarro, o jarro arranha a aranha.

• O rato roeu a roupa do rei de Roma.

• Quem cara paca compra, paca cara pagará.

• Bote a bota no bote e tire o pote do bote.

• O rato roeu a rolha da garrafa do rei Rolando da Rússia.

• Minha mãe é de Jaguamimbaba, mas eu nasci em Jaguanambi

• A tia limpa o prato com o trapo, o trapo limpa o prato da tia.

• O peito do pé de Pedro é preto

• Comprei uma arara rara em Araraquara.

• A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada.

• Pedro Pereira Pedrosa pediu passagem para Pirapora.

• Toco preto, porco fresco, corpo crespo.

• Uma trinca de trancas trancou Tancredo.

• O Papa papa o papo do pato

• A batina do padre Pedro é preta.

• É preta a pata do pato preto.

• O tatuador tatuado tatuou a tatua do tatu.

• Pedro pregou um prego na porta preta.

• O padre Pedro tem um prato de prata.

• O marteleiro acertou Marcelo com o martelo.

• Um rápido rato raptou três ratos sem deixar rastros.

• Que caqui que o Quico quer? Quico quer qualquer caqui.

• A Ponta do Pelo da Pinta do Peito do Pé do Pai do Pedro é Preta.

• Farofa feita com muita farinha fofa faz uma farofeira feia.

• Embaixo da pia tem um pinto que pia. Quanto mais a pia pinga, mais o pinto pia.

• Quando eu penso que tu pensas que eu não penso mais em ti, me faz pensar que pensas em mim.

• O rato roeu a roupa do rei de roma e a rata roeu a rolha da garrafa da rainha.

• Debaixo da cama tem uma jarra, dentro da jarra tem uma aranha. Tanto a aranha, arranha a jarra, como a jarra arranha a aranha.

• Se o caricato caracterizasse a caricatura do caricato, como que o caricato caracterizaria a caricatura do caricato?

• Alô, o Tatu taí? - Não o Tatu num tá, mas o tio do Tatu tá. E quando o tio do Tatu tá e o Tatu não tá, é o mesmo que o Tatu tá. Tá?

• O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo quanto o tempo o tempo tem.

• A vida é uma sucessiva sucessão de sucessões que se sucedem sucessivamente, sem suceder o sucesso...

• Essa trava é uma trova pra te entravar. Entravar com uma trova é uma trava de lascar.

• O doce perguntou para o doce qual era o doce mais doce. O doce respondeu para o doce que o doce mais doce é o doce de batata doce.

• A aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha. Nem a aranha arranha a rã. Nem a rã arranha a aranha. ®Sérgio.

Veja Também:

O Homem da Perna de Pau – Brincando com Palavras (clique no link)

____________________

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquercomentário.

Se vocêencontrarerros (inclusive de português), porfavor, meinforme.

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 02/04/2008
Reeditado em 28/06/2009
Código do texto: T928318

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
1281 textos (14097507 leituras)
7 e-livros (5902 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/07/14 16:54)