CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

O VERBO TRANSITIVO NA REGÊNCIA VERBAL

_______________________________________________________________________

Verbos e Regências

 

Regência verbal é o mecanismo que regula as ligações entre um verbo (termo regente ou subordinante) e seu complemento (termo regido ou subordinado) que lhe completa ou amplia o sentido:

   Assistimos (regente) ao desfile (regido = complemento).

Na realidade o que estudamos na regência verbal é se o verbo é intransitivo, transitivo direto, transitivo indireto, transitivo direto e indireto, e qual a preposição relacionada com ele. Vamos, então, aos verbos.

1. Intransitivos são verbos que, por natureza, têm sentido completo, ou seja, não precisam de complemento. A ação indicada por eles apenas diz respeito ao sujeito: As folhas caem.  E, em razão disso, não se estende a outros seres. Exemplos:

   As flores murcharam. / Os animais correm.

   A mão ardia e o dedo inchava.

Mas Atenção: Os verbos intransitivos podem vir acompanhados de um adjunto adverbial e mesmo de um predicativo, mas nunca de complementos:

   O carro desapareceu (onde?) na curva (adjunto adverbial).

   O carro apareceu (como?) depenado (predicativo do sujeito).

Alguns verbos essencialmente intransitivos: anoitecer, crescer, brilhar, ir, agir, sair, nascer, latir, tremer, brincar, chegar, vir, mentir, suar, adoecer, etc.

2. Transitividade VerbalOutros verbos, pelo contrário, não têm sentido completo e precisam ser acompanhados de outros termos, para que a oração tenha sentido completo. Nesses verbos, a ação verbal "transita" (= passa) pelo verbo e se dirige ou termina no complemento (objeto); por isso, os chamamos de "verbos transitivos". A palavra vem da forma latina transitare, que significa movimentar, andar:

   João puxou (quem puxa, puxa alguma coisa; puxa o que?) a rede.

Os verbos transitivos subdividem-se em: Transitivos diretos, indiretos e diretos e indiretos (bitransitivos).

3. Transitivos Diretos são os verbos que pedem um objeto direto, isto é, um complemento sem preposição:

   O filho acompanha [o pai]. / Não compreendo [a vida moderna].

Alguns verbos transitivos diretos: abandonar, abençoar, aborrecer, abraçar, achar, acompanhar, acolher, acusar, avisar, admirar, adorar, alegrar, ameaçar, amolar, amparar, auxiliar, castigar, comprar, condenar, conhecer, conservar, contrariar, convidar, defender, desculpar, dizer, eleger, estimar, elaborar, entristecer, encontrar, ferir, humilhar, imitar, levar, namorar, ouvir, perseguir, prejudicar, prezar, proteger, receber, respeitar, saudar, socorrer, suportar, ter, unir, ver, visitar, etc.

4. Transitivos Indiretos são os verbos que pedem um objeto indireto, isto é, um complemento com preposição:

   Eu gostei do jogo. / Recorri ao ministro.

   Resistimos aos invasores. / Assistimos à festa.

Observações:

Há verbos transitivos indiretos, como atirar, investir, contentar-se, etc., que admitem mais de uma preposição, sem mudança de sentido:

   José não tarda [em] chegar. / José não tarda [a] chegar.

Outros mudam de sentido com a troca de preposição:

   Trate [de] sua vida. [tratar = cuidar]

   É desagradável tratar [com] gente grosseira. [tratar = lidar]

Verbos como aspirar, assistir, dispor, servir, etc., variam de significação:

   Aspirei o (= sorvi, absorvi) aroma noturno (OD).

   Aspirei ao (= desejei, pretendi) sacerdócio (OI).

Entre os verbos transitivos Indiretos importa distinguir os que não aceitam para objeto indireto as formas oblíquas [lhe, lhes], construindo-se com os pronomes retos precedidos de preposição: aluir a ele, anuir a ele, assistir a ela, atentar nele, depender dele, investir contra ele, não ligar para ele, recorrer a ele, simpatizar com ele, etc.

Principais verbos transitivos indiretos: abusar de - aludir a - assistir a - aspirar a - ansiar por - atentar em - agradar a - atirar a, em, contra - bater em (= espancar) - contentar-se com, de, em - cuidar de - cogitar em, de - conspirar contra - carecer de - crer em - confiar em - contribuir para - gostar de - interessar a - investir contra, com - lutar contra - lembrar-se de - obedecer a - pagar a - perdoar a - presidir a - querer a - recorrer a - resistir a - valer a - zombar de.

5. Transitivos Diretos e Indiretos são os verbos que usamos com dois objetos: um direto, outro indireto, concomitantemente:

   Eu entreguei [o documento] ao diretor (OI).

   A empresa fornece [roupas] aos pobres (OI).

Principais verbos transitivos diretos e indiretos (bitransitivos): atirar, atribuir, dar, doar, ceder, apresentar, ofertar, oferecer, pedir, prometer, explicar, ensinar, proporcionar, perdoar, pagar, preferir, devolver, chamar, entregar, perguntar, informar, aconselhar, propor, prevenir, relatar, narrar, etc. ®Sérgio.

Tópicos Relacionados: (clique no Link)

Regência Verbal (1).

Regência Verbal (2).

Regência Verbal (3).

Regência Verbal 1, 2 e 3 – Exercícios.

__________________________________

Bibliografia: Domingos Paschoal Cegalla, Novíssima Gramática da Língua Portuguesa; Editora Nacional, 2005.

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre!

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 16/07/2009
Reeditado em 15/06/2011
Código do texto: T1701975

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
1281 textos (14079713 leituras)
7 e-livros (5892 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/14 08:54)