CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

O RONDEL

________________________

Estudos Literários

 

RONDEL vem do francês arcaico, que, por sua vez, originou-se do Latim rotundu, e significa redondo, em forma de roda. É uma forma de poema originário da poesia lírica francesa, mais tarde utilizada em outras línguas, como a Inglesa. Foi Inventado ao mesmo tempo em que o rondó e, por isso mesmo, por ele confundido, sobretudo, no século XVI. Serve aos galanteios amorosos e aos sentimentos delicados.

É um poema composto de treze versos, distribuídos em três estrofes, sendo duas quadras seguidas de uma quintilha, de forma que os dois primeiros versos da primeira quadra se repetem no final da segunda, e o primeiro verso da quadra inicial repete no fecho da quintilha, assim: ABab / abAB /abbaA (as maiúsculas representam os versos que são repetidos como estribilho). Como exemplo, as duas primeiras estrofes do poema Marinha, de Olavo Bilac (com uma ligeira variante na rima da segunda estrofe baAB e terceira ababA):

Sobre as ondas oscila o batel docemente... [A]

Sopra o vento a gemer. Treme enfunada a vela. [B]

Na água mansa do mar passam tremulamente [a]

Áureos traços de luz, brilhando esparsos nela. [b]

Lá desponta o luar. Tu, palpitante e bela, [b]

Canta! Chega-te a mim! Dá-me essa boca ardente! [a]

Sobre as ondas oscila o batei docemente... [A]

Sopra o vento a gemer. Treme enfunada a vela. [B]

Vagas azuis, parai! Curvo céu transparente, [a]

Nuvens de prata, ouvi! - Ouça na altura a estrela, [b]

Ouça de baixo o oceano, ouça o luar albente: [a]

Ela canta! - e, embalado ao som do canto dela, [b]

Sobre as ondas oscila o batel docemente. [A]

As variações na segunda e terceira estrofes acontecem porque o rondel não obedece a esquema fixo de rimas, nem de metro; entretanto, no que se refere ao metro, dá-se preferência aos versos heptassílabos (sete sílabas) ou octossílabo (oito sílabas). ®Sérgio.

Tópicos Relacionados: (clique no link)

O Triolé não é Rondel ou Rondó.  

A Cantata – Estudos Literários.  

A Estância.  

O Rondel e o Rondó.  

O Quiasmo no Poema.  

Décima.  

Epigrama.  

Rapsódia.

O Cansó.

__________________________________________________

Ajudou neste estudo: Massaud Moisés - A Criação Poética; Cultrix, S. Paulo, 1977.

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me. Só enriquecerá o texto.

Agradeço a leitura do texto e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre.

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 09/01/2006
Reeditado em 12/05/2012
Código do texto: T96391

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
1281 textos (14684327 leituras)
7 e-livros (6137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/10/14 01:23)